MENU
Menu
Início A Vale está instalando no terminal do Rio de Janeiro, um dos maiores sistemas de armazenamento de energia do país

A Vale está instalando no terminal do Rio de Janeiro, um dos maiores sistemas de armazenamento de energia do país

25 de agosto de 2020 às 15:40
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Vale, emprego, vagas de emprego
Foto: reprodução

O sistema feito pela Vale no terminal do Rio de Janeiro faz parte do investimento de cerca de US$ 2 bilhões, para reduzir em 33% suas emissões até 2030

A Vale está instalando, no Rio de Janeiro, um dos maiores sistemas de armazenamento de energia em bateria para suprimento de demanda elétrica do país. Recentemente, a empresa anunciou investimento de ao menos US$ 2 bilhões para reduzir em 33% suas emissões absolutas diretas e indiretas até 2030, com base nas premissas do Acordo de Paris, além da intenção de tornar-se carbono neutra em 2050. 

Veja também outras notícias:

Para instalação do sistema, a Vale fechou parceria com a Siemens e a MicroPower Comerc (MPC), que na prática, irá reduzir cerca de 20% o custo com energia no porto, ao substituir o fornecimento da rede elétrica da concessionária nos horários de pico de demanda, quando a tarifa é mais cara. O equipamento tem capacidade de armazenamento de 10 megawhatts-hora, o suficiente para atender a 45 mil residências por uma hora.

A Vale informou que esse tipo de tecnologia é um passo importante na estratégia de descarbonização da empresa. O uso de baterias é uma das tecnologias que deverá ser aplicada para substituição de diesel por energia elétrica renovável em equipamentos de transporte, como locomotivas e caminhões fora de estrada, incluída no programa Power Shift, que está sendo implementado pela empresa.

“À medida que a Vale continua a descarbonizar suas operações, o uso de baterias se tornará uma parte cada vez mais importante na eletrificação da nossa frota de equipamentos”, explica o diretor de Energia da Vale, Ricardo Mendes. “Este projeto nos permite testar em campo uma nova tecnologia para acelerar a transformação de energia da Vale, que visa alcançar sua autossuficiência aumentando a geração de energia elétrica principalmente através das fontes solar e eólica em complementação a nossa geração hidrelétrica”, completa.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR