Multinacional argentina YPF investirá R$ 48 milhões em fábrica para modernizar processo de produção de lubrificante automotivo

Roberta Souza
por
-
29-09-2021 14:18:16
em Indústria e Construção Civil
Fábrica – produção Unidade da YPF/ Fonte: PetroNotícias

O projeto usado na fábrica da YPF, teve início há 5 anos já quadruplicou a capacidade de produção de lubrificante automotivo da empresa

A YPF, multinacional argentina dedicada à exploração, refino e venda do petróleo e seus produtos derivados, anunciou que vai readequar a estrutura de sua fábrica no país e torná-la mais digital, em uma reforma que tem valor estimado em R$ 48 milhões de investimentos. Denominado de “Planta do Futuro”, projeto, que teve início há cinco anos, já quadruplicou a capacidade de produção da empresa. Leia ainda esta notícia: Nova fábrica especializada na construção de embarcações será instalada na Paraíba. R$ 11,7 milhões serão investidos e 150 novos empregos serão criados

Aumento na capacidade de produção de sua unidade no Brasil

Segundo informações divulgadas pelo portal PetroNotícias, o projeto, que teve início há cinco anos, já quadruplicou a capacidade de produção da empresa em sua fábrica, que antes gerava cerca de 1 milhão de litros de lubrificante automotivo por mês e hoje consegue alcançar a mesma quantidade em apenas uma semana de operação. Até 2023 é esperado o alcance da marca de 10 mil metros cúbicos por mês.

As melhorias tecnológicas permitiram, além do aumento da capacidade de produção, a diminuição de erros ocasionados pela ação humana por meio da inclusão de máquinas e robôs proativos que não só evitam equívocos, mas também ajudam no processo de identificação deles.  Outra preocupação da YPF Brasil é o impacto sustentável da nova fábrica sobre o meio ambiente. Atualmente, a empresa consome 500 gramas de gás liquefeito de petróleo para a produção de um metro cúbico de lubrificante, enquanto concorrentes consomem cerca de 2 quilogramas para a produção da mesma quantidade de produto final.

Geração de empregos e investimentos em tecnologia na fábrica

De acordo com o portal PetroNotícias, Fábio Lopes, gerente de operação industrial da YPF Brasil disse que com a expectativa de ter uma fábrica cada vez mais inteligente e produtiva, a chegada de pessoas das áreas estatística, programação e engenharia de processos se torna uma necessidade essencial para alcançarmos esses objetivos.

Embora esteja em desenvolvimento, a realidade trazida pelas alterações na planta da fábrica já estão incluídas na rotina dos funcionários da empresa. “A tecnologia é importante, mas as pessoas nessa nova estrutura que  montamos é a chave para o nosso sucesso. Falamos de indústria 4.0, mas para falar a verdade penso que o ideal é construirmos uma planta onde homem e  tecnologia possam trabalhar lado a lado”, completa Fábio. A primeira linha produtiva inteligente é resultado das melhorias do projeto “Planta do Futuro”, e tem previsão de lançamento em dezembro de 2021.

Confira ainda esta notícia: A CAB Motors investirá R$ 100 milhões na construção de uma nova fábrica de jipes em Santa Catarina

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés se reuniu com empresários da CAB Motors para dialogar sobre a instalação de uma nova fábrica de jipes. A empresa que produz o jipe Stark, tem a intenção de instalar uma planta em Imbituba, no sul do estado de Santa Catarina, em um investimento de aproximadamente R$ 100 milhões, que deve gerar 300 empregos diretos.

Empresários do grupo foram recebidos para tratar do assunto com o chefe do Executivo estadual e secretários. “Estamos empolgados com o projeto e queremos ser parceiros. Vamos formar um grupo de trabalho para analisar as condições da empresa e tentar trazer mais este investimento da fábrica para Santa Catarina, que trará mais emprego e renda”, afirmou o governador.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe