MODEC perto de contratar flotel da GranEnergia para campanha de manutenção em 4 de suas plataformas

Flavia Marinho
por
-
01-07-2020 16:35:48
em Petróleo, Óleo e Gás
MODEC perto de contratar flotel da GranEnergia para campanha de manutenção em 4 de suas plataformasvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv MODEC perto de contratar flotel da GranEnergia para campanha de manutenção em 4 de suas plataformas

A GranEnergia ofereceu o melhor preço na licitação da japonesa Modec e irá apoiar campanhas em unidades à serviço da Petrobras

A GranEnergia está bem perto de fornecer um flotel (UMS) para atuar na campanha de manutenção que a Modec vai promover em quatro de suas unidades à serviço da Petrobras. A japonesa iniciou o mês de julho com processo seletivo onshore e offshore em Macaé, há também oportunidades para Programa Jovem Aprendiz

Leia também

Segundo fontes do PetróleoHoje, a GranEnergia apresentou a menor taxa diária no leilão ofertando a embarcação “Venus”, uma semissubmersível compacta que está atracada no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), no cais da Dome.

O último trabalho da “Venus” foi na África Ocidental, onde realizou campanhas nos últimos dois anos e a Unidade de Manutenção e Segurança (UMS) apoiará as campanhas da Modec nos FPSOs Cidade de Niterói, em Marlim Leste, na Bacia de Campos; Cidade de Santos, em Uruguá/Tambaú, e Cidade de São Paulo, em Sapinhoá, em Santos, e ao FSO Cidade de Macaé.

O lance do grupo brasileiro GranEnergia ficou abaixo dos US$ 70 mil/dia, vencendo a oferta da Prosafe e da Posh, que também disputaram o leilão, com as unidades Safe Concordia e Posh Xanadú, respectivamente.

A Posh Xanadu está atracada no porto de Angra realizando serviços de manutenção enquanto aguarda novos contratos.

Comenta se no mercado que a contratação será pelo período de 476 dias, visto que o escopo contempla o atendimento a 4 plataformas.

A Modec é a maior operadora de FPSOs atuando no Brasil, com nove navios-plataforma em operação para a Petrobras, além de outros quatro em construção na Ásia.

SBM Offshore garante financiamento para construção de FPSO que irá operar para a Petrobras no campo de Mero

O empréstimo foi garantido pelo grupo de propósito específico que possui o FPSO Sepetiba e foi acordado com um consórcio de quatro bancos internacionais. A SBM Offshore é a proprietária majoritária desse grupo (64,5%), juntamente com a Mitsubishi Corporation (20%) e a Nippon Yusen Kabushiki Kaisha (15,5%).

O empréstimo será realizado neste mês de julho de 2020 para financiar a construção em andamento do FPSO Sepetiba.

O prazo do empréstimo-ponte é de seis meses, com uma opção de extensão por mais seis meses. A instalação se beneficia de garantias do patrocinador, que devem ser liberadas mediante reembolso. Clique aqui para ler a matéria completa

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.