Meio ambiente: Estudo mostra que bactérias marinhas são capazes de biodegradar petróleo no mar; derramamento de combustíveis fósseis pode destruir ecossistemas

Fábio Lucas
por
-
13-08-2021 12:38:33
em Petróleo, Óleo e Gás
Petróleo meio ambiente gás óleo Meio ambiente: Estudo mostra que bactérias marinhas são capazes de biodegradar petróleo no mar; derramamento de combustíveis fósseis pode destruir ecossistemas

Estudo canadense mostra que bactérias marinhas são capazes de biodegradar petróleo na água do mar

Tanto a extração de petróleo offshore, como o transporte de grandes cargas de óleo por navios, são seguros, contudo, o risco de acidentes existem. O derramamento combustíveis fósseis no mar pode causar danos irreversíveis a ecossistemas inteiros. A boa notícia é que um estudo canadense mostrou que bactérias marinhas são capazes de biodegradar o petróleo e diesel derramados na água.

Quando esses combustíveis fosseis caem na água, como aconteceu no derramamento de petróleo no Golfo do México, em 2010, a extração é extremamente demorada, cara e quase impossível de retirar totalmente o óleo da água.

Imagem aérea da explosão no Golfo do México, em 2010. Foto: Stock Photo, Freeimagem.com

Um estudo canadense mostrou que bactérias marinhas são capazes de biodegradar petróleo na água. O estudo Biodegradação de diesel e petróleo bruto pelas comunidades microbianas adaptadas ao frio do Mar de Labrador, que foi divulgado na Applied and Environmental Microbiology, é muito animador e mostra que esses danos gigantescos ao meio ambiente poderão ser minimizados.

O estudo também descobriu um novo grupo de bactérias que são capazes de biodegradar combustíveis fósseis no mar. Também foi confirmado que ao adicionar nutrientes, o processo de biodegradação do petróleo sobre a água é acelerado.

O estudo ocorreu na a Costa do Labrador, Canadá. A intenção era entender como funciona o processo em águas frias e isoladas do planeta: “Essas águas permanentemente frias estão vendo uma atividade industrial crescente relacionada ao transporte marítimo e às atividades do setor de petróleo e gás offshore.”

O estudo ocorreu com o uso de garrafas, onde foram misturados a água e a lama do mar. Logo em seguida foi adicionado Diesel ou petróleo cru, junto com nutrientes e outros aditivos para saber qual seria a melhor combinação.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.
fwefwefwefwefwe