Grave acidente com navio guindaste de elevação pesada em porto durante teste de sobrecarga

Paulo Nogueira
por
-
10-05-2020 07:12:48
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Acidente Porto Alemanha guindaste Navio HLC 295000 de carga offshore

O sinistro operacional aconteceu no Porto de Rostock, Alemanha. O gancho do navio guindaste quebrado foi a causa do acidente, segundo autoridades locais

O navio guindaste de elevação pesada HLC 295000 foi severamente danificado após um acidente durante um curso dos testes, no dia 2 de maio de 2020 no porto internacional de Rostock, na Alemanha.

De acordo com o OEM ‘Liebherr’, estão em andamento investigações abrangentes sobre a causa e o curso do acidente.

Durante um teste de sobrecarga do guindaste offshore HLC 295000 da Liebherr-MCCtec Rostock GmbH, ocorreu um acidente grave, resultando em duas pessoas feridas sendo levadas ao hospital para tratamento. Outras dez pessoas foram tratadas por paramédicos no local.
 

Nesta fase das investigações, as autoridades responsáveis ​​e os especialistas concordam por unanimidade que um gancho do guindaste quebrado foi a causa do acidente, disse Liebherr.

As razões exatas pelas quais o gancho não resistiu à carga não são claras nesta fase das investigações.

O design e a fabricação do gancho do guindaste foram adquiridos de um fornecedor externo.

Um erro de projeto ou produção do guindaste Liebherr pode, portanto, ser excluído.

O teste de sobrecarga para o HLC 295000 foi planejado para um cenário de carga de 5.500 toneladas. O elevador deveria ter sido realizado através da elevação de uma barcaça. A realização de um teste de sobrecarga é um procedimento típico para a indústria, pelo qual o guindaste é testado quanto à sua capacidade máxima de elevação.
 

Atualmente, fatos conhecidos indicam que o incidente ocorreu a uma carga de cerca de 2.600 toneladas, causando uma reação em cadeia que levou ao acidente.

No momento, o acidente não afeta as operações diárias do Porto de Rostock. De acordo com estimativas iniciais, o projetivo beira os 7 dígitos em dólares

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe