Governo Federal desafia governadores estaduais a zerarem o ICMS sobre o gás de cozinha

Valdemar Medeiros
por
-
24-08-2021 12:49:42
em Economia, Negócios e Política
Governo Federal - Bolsonaro - gás de cozinha - ICMS - governadores Procon de SP vai fiscalizar aumentos abusivos do botijão de gás Foto: Pedro Ventura/Ag Brasília/Fotos Públicas

Presidente do Governo Federal Jair Bolsonaro, afirma que caso o ICMS seja zerado o gás de cozinha poderá ficar até pela metade do preço e desafia governadores dos estados a zerarem o imposto

Diante do aumento de preço do gás de cozinha, o presidente Jair Bolsonaro voltou a sugerir nesta segunda-feira (23) o plano de venda direta do botijão nas distribuidoras. A proposta foi levantada pelo Governo Federal na semana passada e foi alvo de críticas pelas chances de incentivarem o comércio ilegal. Bolsonaro também desafiou governadores a zerarem a cobrança de ICMS do gás de cozinha.

Leia também

Palavras de Bolsonaro sobre o ICMS do gás de cozinha

Bolsonaro cobra que governadores zerem ICMS do gás de cozinha

Bolsonaro afirma que gostaria que um dos governadores fizesse o que ele fez, que foi zerar o ICMS, um dos maiores encarecedores no preço do gás de cozinha. Se algum dos governadores zerar o ICMS, Bolsonaro afirma que permitirá a venda direta do botijão, exatamente como foi apresentado em medida provisória para o etanol.

De acordo com o Governo Federal, a venda direta do gás de cozinha, caso os governadores retirem o ICMS, poderá diminuir o preço do botijão pela metade, podendo haver uma economia também no custo do frete e da margem de lucro dos revendedores.

Bolsonaro afirma que após zerar a cobrança, os consumidores poderão tranquilamente comprar um botijão de gás a R$ 55 ou 60. Segundo ele é possível, mas dificilmente encontraremos um governador que tope zerar o ICMS do gás de cozinha.

O presidente afirma que não é o vale-gás que o povo deseja. Se tiver que criar um vale-gás, Bolsonaro afirma que criaria, mas esses programas saem caro e zerar a cobrança sairia muito mais barato.

Governo Federal fala sobre a gasolina

Bolsonaro também voltou a afirmar que a culpa pelo aumento no preço dos combustíveis não é dele. Em um discurso durante a entrega de moradias em Manaus, na última quarta-feira (18), ele também provocou os governadores.

De acordo com o Governo Federal, o litro da gasolina é vendido a menos de R$ 2 na refinaria e chega aos postos no valor de R$ 6 ou R$ 7 o litro, o que é algo absurdo e o imposto federal está na casa de R$ 0,70, sendo assim, o presidente afirma que o “vilão da história” não é o governo federal. Bolsonaro também afirmou que pensar naqueles que mais necessitam é zerar os impostos, e não aumenta-los.

Presidente pretende zerar ICMS sobre combustíveis novamente

No início desse mês, fazendo mais um aceno aos caminhoneiros, o Governo Federal anunciou que pretende zerar o ICMS sobre o diesel a partir do próximo ano. Segundo o presidente, o governo estuda a possibilidade para que possa haver uma redução nos impostos, mas que não pode trabalhar com promessas.

Bolsonaro afirma saber que o combustível está em alto valor e é preciso achar soluções de reduzi-lo ao máximo. O governo federal reduziu o ICMS, para que o combustível chegasse a um preço acessível, mas os governadores dos estados aumentaram o imposto fazendo com que o preço do produto ficasse o mesmo.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe