Galp tem aval para compra de fatia da Petrobras Biocombustível

Petrobras Biocombustível

A GALP comprará 50% da Petrobras na Belem Bioenergia Brasil e passará a ser a única acionista da companhia, segundo parecer do Cade.

Nesta dia, 02 de setembro, o grupo português de energia Galp foi autorizado pelo órgão brasileiro de defesa da concorrência, o Cade, para a aquisição de uma fatia da Petrobras na Belem Bioenergia Brasil, empresa de biocombustíveis na qual já possuía participação. Em meio aos desinvestimentos feito pela petroleira para focar no pré-sal, não há, por parte do presidente, intenção de privatizar a companhia.

A transação foi aprovada sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade), segundo publicação no Diário Oficial da União.

Pela transação, a Galp comprará 50% da Petrobras na Belem Bioenergia Brasil e passará a ser a única acionista da companhia, segundo parecer do Cade, que não cita valores envolvidos.

“Pela perspectiva da Galp, a operação representa uma oportunidade para expandir sua atuação no mercado de óleo de palma e aumentar a produção e distribuição do produto no mercado nacional. Da perspectiva da Petrobras, a operação representa uma oportunidade para dedicar seus esforços comerciais às suas atividades principais e otimizar seu portfólio de negócios”, informou o Cade.

O parecer do órgão antitruste defendeu ainda que o negócio terá “implicações positivas para o mercado sob a perspectiva concorrencial”, ao reduzir a concentração da Petrobras no segmento.

A Petrobras tem realizado diversos desinvestimentos para reduzir sua dívida e ao mesmo tempo focar esforços na exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas.

Em 26 de agosto, a companhia iniciou a fase vinculante para venda da totalidade de suas participações nas concessões dos campos terrestres do Polo Rio Ventura, na Bahia. Ao todo a estatal venderá suas fatias em 8 concessões de exploração e produção.

Os habilitados para a nova fase do processo de desinvestimento receberão instruções, incluindo sobre como apresentar suas propostas pelo ativo.

Privatização da Eletrobras gera expectativa de R$ 16,2 bilhões ao Governo

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Avatar

Sobre Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.