Fabricante de motores diesel transfere fábrica da Argentina para o Brasil

MWM transfere fábrica de motores a diesel

A crise na Argentina seria a principal causa da transferência da fabricação dos motores diesel da companhia passar da Argentina para o Brasil

A MWM, reconhecida pela fabricação de seus motores diesel, vai fechar sua fábrica em Córdoba, na Argentina e transferir toda a produção para o Brasil, mais precisamente para a região de Jurubatuba, zona sul de São Paulo.
O motivo da decisão da companhia é a forte crise econômica pela qual passa a Argentina e que tem tido consequências devastadoras no segmento automotivo. Veja também, Klabin compra fábrica da Heineken !

A Argentina tem convivido com queda nas vendas de veículos e consequentemente fechamento de muitos postos de trabalho e a decisão da MWM afetará uma das três unidades que operam no país, ocasionando a demissão de 100 empregados.

A empresa

A MWM chegou no Brasil em 1953, controlada pela alemã Motoren Werke Mannheim, fundada em 1922 e em 1985, a então MWM Motores Diesel Ltda foi adquirida pela Deutz AG, que vendeu seu controle para a Navistar International em 2005.
No país, a MWM produziu motores diesel para Ford, GM e Mercedes-Benz, mas em 2001 a crise fez a empresa paralisar a produção e passar a fabricar peças para abastecimento das linhas que ficavam no Brasil.

Com a passagem do controle acionário para a Navistar International, em 2013, a empresa iniciou a produção de geradores e motores elétricos.
O planejamento da fabricante de motores diesel e componentes é ampliar as atividades da fábrica de São Paulo para agora centralizar sua produção no país.

A MWM também possuía uma planta de fabricação em Canoas, no rio Grande do Sul, que fazia o motor da Chevrolet S10, mas foi fechada em 2015.
A empresa declarou que a inviabilidade comercial de suas operações na Argentina foi a principal causa da mudança das atividades para o Brasil.

Leia também ! Petrobras assina segundo contrato com a Weatherford em menos de 30 dias

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)