Eneva e Enauta arrematam 4 blocos terrestres de petróleo, na Bacia do Paraná, por 2,1 milhões de reais

Flavia Marinho
por
-
04-12-2020 11:55:35
em Petróleo, Óleo e Gás
petróleo - paraná

O consórcio formado pela petroleiras arrematou quatro blocos onshore, (PAR-T-196, PAR-T-215, PAR-T-86 e PAR-T-99), todos pertencentes a Bacia do Paraná

O grupo formado entre Eneva (70% e operação) e Enauta (30%) foi o primeiro a comprar neste dia (04/12) os blocos terrestres de petróleo, na Bacia do Paraná, do certame no leilão da Oferta Permanente, que conta com 63 petroleiras inscritas. Petrobras informou ontem à noite (04) que concluiu as negociações com o Grupo Mubadala para a venda da RLAM, na Bahia

Leia também

O consórcio formado pela petroleiras arrematou quatro blocos onshore, (PAR-T-196, PAR-T-215, PAR-T-86 e PAR-T-99), todos pertencentes a Bacia do Paraná

As petroleiras desembolsaram R$ 2,1 milhões para a aquisição das quatro áreas. Nenhuma outra empresa ou consórcio fez lances por outros blocos oferecidos na Bacia do Paraná.

Estão sendo ofertados no segundo Ciclo da Oferta Permanente 14 áreas de blocos exploratórios de petróleo de nove bacias: Santos, Espírito Santo, Campos, Paraná, Amazonas, Recôncavo, Sergipe-Alagoas, Potiguar e Tucano.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP, está ofertando dois setores de áreas com acumulações marginais das bacias do Solimões e Recôncavo. Ao todo, 63 empresas estão se inscreveram no leilão.

Sobre Oferta Permanente – ANP

No sistema de Oferta Permanente, a ANP oferece alguns tipos específicos de áreas. São campos devolvidos ou em processo de devolução e blocos exploratórios ofertados em licitações anteriores e não arrematados.

Também fazem parte do certame novos blocos exploratórios de petróleo em estudo na agência. Só ficam de fora as áreas no pré-sal, estratégicas ou localizadas na Plataforma Continental além das 200 milhas náuticas.

Bento Albuquerque, Ministro de Minas e Energia, reforçou a intenção do governo federal em incluir áreas exploratórias de petróleo do pré-sal nesse tipo de certame em um futuro próximo.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe