Energia solar vira alvo de empresas, que apostam e investem no setor

Roberta Souza
por
-
11-02-2021 16:15:40
em Energia Renovável
Investimentos, energia solar, energia

Trabalhador de empresa de energia solar

A Greener realizou uma pesquisa sobre os investimentos das empresas em energia solar e mostrou que 42,3% das companhias apostaram na fonte fotovoltaica

A Greener, empresa que apoia empreendedores e investidores a encontrar os melhores caminhos e estratégias para impulsionar oportunidades e resultados através de assessorias, realizou uma pesquisa no período de 25 de novembro de 2020 a 10 de janeiro de 2021, para mostrar que o número de empresas que realizaram algum investimento exclusivamente no setor de energia solar no Brasil, aumentou 43%.

ANÚNCIO

Confira ainda outras notícias do dia:

Márcio Takata, diretor da Greener disse que “Isso reflete a maturação do mercado de GD (geração distribuída) fotovoltaica, à medida que o segmento começa a ganhar mais corpo e os empreendedores começam a fazer mais volume e a ficar mais estruturados. Eles enxergam um caminho relevante na energia solar, passando muitas vezes a ser o principal modelo de negócio, o principal produto”.

O diretor ainda ressaltou que “Da mesma forma, é importante salientar que 58% das empresas ainda diversificam o seu leque de produtos, especialmente as que são mais novas no segmento, pois muitas atuam com produtos que diferem para completar o portfólio – uma medida também positiva no sentido de trazer maior diversificação e menos riscos”.

Setor de energia solar cresce e expectativa é de grandes investimentos em 2021

Segundo levantamento da Absolar – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o Brasil atinge novo recorde no setor energia solar fotovoltaica. Os investimentos na área ultrapassa 13 bilhões de reais. Neste ano, os empresários e empresas do segmento projetam que indústrias de diversos setores devem continuar investindo.

Em termos de capacidade de geração de energia limpa e renovável, o Brasil possui atualmente 7,5 gigawatts (GW) de energia solar fotovoltaica para gerar eletricidade, agregando grandes fábricas e pequenos e médios sistemas instalados em telhados, paredes externas e terrenos (geração distribuída), responsável por mais da metade da capacidade instalada da Usina Hidrelétrica de Itaipu, a maior do Brasil e a segunda do mundo.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos