Empresa de pagamentos eletrônicos investe 25 milhões para construção de usina de energia solar para mineração de Bitcoin

Valdemar Medeiros
por
-
07-06-2021 15:44:43
em Energia Renovável
Empresa - energia solar - usina - Bitcoin Usina de energia solar – créditos: blog.bluesol

Com o objetivo de mostrar que o Bitcoin pode se utilizar de energias renováveis, a empresa Square fechou uma parceria com a Blockstream para a construção de uma usina de energia solar para minerar a criptomoeda

A Square Inc., empresa de serviços financeiros, irá fazer uma parceria com a Blockstream Mining para construir uma usina de energia solar para minerar Bitcoin. A Blockstream anunciou à imprensa no sábado, e a Square confirmou o fato em um tweet, afirmando que estava comprometida em adotar a eficiência da energia solar em suas atividades de bitcoin.

Leia também

Entenda melhor a parceria das empresas para construção da usina de energia solar

De acordo com o comunicado, na parceria a Square fará um investimento de US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 25 milhões em conversão direta) na instalação da usina de energia solar.

A empresa afirmou que será uma prova de conceito para uma mineração de Bitcoin com energia totalmente renovável em escala e será construída em uma das instalações da parceira, Blockstream, nos Estados Unidos. A Square, quer provar que uma mineradora de Bitcoin que utiliza da energia solar não só é possível, mas também mostrar que o Bitcoin acelera o mundo rumo à sustentabilidade.

Problemas de sustentabilidade gerados com a mineração de Bitcoin

No mês de maio, o CEO da montadora Tesla, Elon Musk, anunciou que a empresa não iria mais aceitar pagamentos com o Bitcoin, por conta da preocupação do impacto do Bitcoin no meio ambiente.

Elon Musk afirmou em sua rede social a sua preocupação com o aumento no uso de combustíveis poluentes, que derivam do petróleo ligados à moeda virtual. Já Jack Dorsey, CEO da Square, é um grande defensor da moeda virtual e acredita que o Bitcoin poderá se tornar uma moeda única no mundo daqui há 10 anos. Em outubro do ano passado, sua empresa fez investimentos de cerca de US$ 50 milhões na criptomoeda e, em fevereiro, investiu mais US$ 170 milhões.

Outros investimentos em energia solar para a mineração de criptomoedas

No fim do mês de maio, a Madison River Equity LLC, uma mineradora de Bitcoin, solicitou aprovação para a construção de uma usina de energia solar para minerar a criptomoeda.

O investimento na usina de energia solar foi de cerca de R$ 4 bilhões. A empresa construirá uma usina que possui cerca de 6,5 quilômetros com uma capacidade de produzir cerca de 300 megawatts (MW) por ano. A obra será a maior no setor de energia solar no Estados Unidos.

No investimento em energia solar da Madison, também serão construídos oito prédios para hospedar os equipamentos de mineração. As novas GPUs também serão capazes de utilizar inteligência artificial nas suas operações.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.