Embraer fecha contrato com Fokker, para desenvolver novos projetos na aviação comercial e de defesa

Roberta Souza
por
-
20-10-2021 10:15:18
em Economia, Negócios e Política
Embraer - combustíveis - renováveis Fonte: reprodução

A Embraer e a Fokker projetam desenvolver projetos na aviação comercial, com aeronaves movidas a hidrogênio, diz o documento

A fabricante brasileira de aeronaves Embraer informou na segunda-feira (18/10), que assinou um memorando de entendimento com a Fokker Techniek e a Fokker Services para exploração conjunta nos mercados de defesa, aviação comercial, serviços e suporte. Segundo o comunicado, nos próximos meses, a parceria entre as empresas discutirá oportunidades em novos projetos na aviação comercial e na defesa. Confira ainda esta notícia: Embraer fecha contrato com empresa africana, para desenvolver novos projetos operacionais para mobilidade aérea urbana

Contrato para desenvolver novos projetos na aviação

Nos próximos meses, Embraer, Fokker Services e Fokker Techniek discutirão uma variedade de oportunidades e buscarão utilizar suas respectivos conhecimentos e capacidades em novos projetos. Para Defesa, isso inclui a aeronave de transporte C-390 Millennium e possíveis especificações do usuário final, bem como futuro suporte à frota.

“Seja o mercado de Defesa com nosso suporte para a aeronave de transporte C-390 Millennium ou qualquer tipo de suporte ou desenvolvimento no mercado aviação Comercial, estamos confiantes de que muitos projetos interessantes surgirão nos próximos anos”, disse Menzo van der Beek, CEO da Fokker Services.

“Há um enorme potencial para as duas empresas no desenvolvimento conjunto de oportunidades Este é um passo muito importante na estratégia da Embraer de estabelecer parcerias significativas e estratégicas em todo o mundo”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. No mercado de aviação Comercial, o suporte de engenharia e logística serão os principais elementos a serem explorados, além do desenvolvimento de aeronaves movidas a hidrogênio. Por fim, também serão analisados os tópicos relacionados com suporte de pós-venda, como suporte a programas, logística, serviços de reparo e muitas outras oportunidades.

Além deste novo contrato, a Embraer deverá revelar no próximo mês uma série de projetos destinados a atingir emissões zero de carbono

A Embraer deverá revelar no próximo mês uma série de projetos destinados a atingir emissões zero de carbono até 2050. Os projetos seguem ao recente compromisso anunciado em agosto pelo fabricante brasileiro, que incluiu a revelação de novas imagens do provável turbo-hélice regional. Uma das expectativas é uma aeronave demonstradora movida a hidrogênio, que poderá delinear os caminhos para o futuro da aviação regional, incluindo o desing final do turbo-hélice.

Em entrevista a AIN Online, em paralelo ao recente encontro da IATA, em Boston, o CEO Da Embraer Aviação Comercial, Arjan Meijer, confirmou que existem estudos para a exploração de vários conceitos tecnológicos. Entre as opções analisadas está a eletrificação completa dos aviões, uso massivo de combustível sustentável (SAF, na sigla em inglês) e uso de hidrogênio. A expectativa é obter a certificação para uso de 100% de SAF para as famílias E-Jet e E-Jet E2. Atualmente existem alguns entraves para uso de combustíveis renováveis como fonte única de abastecimento, especialmente relacionada as propriedades físico-químicas em voos de longa duração. Os principais fornecedores de combustíveis trabalham para obter máxima confiança nos novos produtos, assim como uma formulação que permita eficiente redução de poluentes.

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos