Em Rio das Ostras, furto em oleoduto da Transpetro provoca vazamento de petróleo

Rio oleoduto Transpetro

A maioria dos casos ocorre no Rio e em SP, com os ladrões roubando o combustível da Petrobras para vender em um próspero mercado negro.

Na madrugada deste domingo 22 de setembro, na área rural do município de Rio das Ostras, no Rio, um furto no oleoduto Osduc provocou vazamento de petróleo. A ação criminosa ocorreu próximo a BR-101, sem comunidade nas imediações. A Petrobras tem prejuízo de R$ 150 milhões todos os anos com furto de combustível

As operações no duto foram interrompidas e os órgãos reguladores comunicados sobre a ocorrência.Ainda não há a confirmação da quantidade de óleo que foi vazada.

Equipes de emergência da companhia foram imediatamente acionadas e estão no local para garantir a contenção do petróleo vazado e minimizar os impactos do incidente.

Em nota, a Petrobrás disse que a sua subsidiária, a Transpetro (responsável pelos dutos), é “vítima das ações criminosas de furto de óleo e derivados, que colabora com as investigações das autoridades”

Em continuação a companhia diz,  que “tem como maior preocupação a segurança das famílias, pois intervenções criminosas nos dutos podem trazer riscos para a comunidade, como incêndios, explosões, vazamentos, poluição e contaminação de áreas ambientalmente sensíveis.”

Os moradores vizinhos às instalações podem enviar dúvidas e sugestões ou comunicar qualquer movimentação suspeita na faixa de dutos ou em terrenos próximos ligando grátis para o telefone 168 que funciona 24 horas por dia.

Entre as movimentações suspeitas estão atividades noturnas nas faixas, cheiro forte de combustível na área e presença de carros e pessoas com mangueiras e outros equipamentos.

Dutos da Petrobras tiveram recorde de 261 casos de furto em 2018

A Petrobras informou um dado alarmante em relação a seus gasodutos. Em 5 anos a estatal viu os casos de roubos de combustíveis em seus dutos passarem de 1 caso para 261.

Esse registro de 2018 é recorde, tendo em vista que em 2016 A Petrobras registrou 72 casos. Na abertura da Rio Pipeline 2019, a Transpetro diz que vai investir em 1,2 Bi de reais em proteção de dutos.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Posted Under
Sem categoria