Início Em Macaé, 5 mil vagas em cursos técnicos serão criados para futuras oportunidades de empregos no Terminal Portuário da cidade

Em Macaé, 5 mil vagas em cursos técnicos serão criados para futuras oportunidades de empregos no Terminal Portuário da cidade

22 de fevereiro de 2021 às 15:55
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Macaé, curso técnico, empregos
Foto: reprodução

O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, anunciou a criação de vagas para curso técnico profissionalizante

Em uma reunião, o prefeito de Macaé, Welberth Rezende divulgou na semana passada a abertura de cerca de 5 mil vagas em cursos técnicos especializados para atender futuras oportunidades de emprego do Terminal Portuário de Macaé – Tepor, que está em fase de construção em São José do Barreto.

Confira ainda outras notícias do dia:

Geração de emprego no terminal portuário:

O novo curso técnico profissionalizante estará interligado pelo Secretariado Adjunta de Qualificação Profissional, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, que tem como objetivo assegurar a preparação da população local para o preenchimento de futuras vagas no terminal portuário.

Segundo estimativa da prefeitura, a implantação do novo terminal pode gerar 2 mil novos empregos na cidade, e a expectativa é que esse número aumente para 17 mil nos primeiros três anos de operação do negócio.

Propostas do curso técnico:

A reunião, que foi realizada no gabinete do prefeito de Macaé, também teve participação do secretário adjunto de Qualificação Profissional, Denis Madureira, o vereador Luciano Diniz e José Carramenha, que é empresário e responsável pela construção do terminal portuário.

O secretário adjunto de Qualificação Profissional, Denis Madureira, disse que “Nossa proposta é buscar parcerias com mais unidades de ensino, como a Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), por exemplo. Esse acordo com o Tepor faz parte das ações promovidas no plano de governo do prefeito Welberth Rezende, que tem o desenvolvimento econômico como uma das suas prioridades”.

Relacionados
Mais recentes