Eletronuclear projeta investir R$ 6 bilhões na usina nuclear Angra 3, até 2023

Roberta Souza
por
-
26-08-2021 10:58:59
em Usina e Agronegócio
Angra 3 – usina nuclear – Eletronuclear Usina Nuclear Angra 3/ Fonte: VEJA

A subsidiária da Eletrobras ressalta que os aportes para a usina Angra 3, mostram o compromisso da companhia em finalizar o empreendimento

Ontem, a Eletronuclear, subsidiária da estatal Eletrobras, disse que os investimentos nas obras da usina nuclear de Angra 3 desde dezembro de 2020 até 2023 deverão somar R$ 6 bilhões. A diretora financeira da Eletrobras ainda apontou que os aportes para a usina nuclear, que deverá funcionar em 2026, mostram o compromisso da companhia em finalizar o empreendimento. Confira ainda esta notícia: Eletrobras investirá cerca de R$ 2,7 bilhões na usina de Angra 3, para acelerar as obras em 2021

Os investimentos a serem realizados na usina nuclear Angra 3

Segundo o diretor técnico da Eletronuclear, Ricardo Pereira dos Santos, a maior parte dos investimentos da usina nuclear Angra 3, deverá ser destinada à construção civil, montagem, complementação de projeto civil e eletromecânico e engenharia. Santos também citou, durante apresentação em seminário internacional sobre energia nuclear, as dificuldades após vários contratos de suprimentos nacionais terem sido interrompidos em 2015, após a obra de Angra 3 ser paralisada em meio a investigações da Lava Jato.

O objetivo é ter Angra 3, cujo projeto remete originalmente à década de 1980, conectada ao sistema interligado nacional no final de 2026, à medida que o empreendimento está sendo retomado. O progresso da obra civil de Angra 3, projetada para ter potencial instalada de 1.405 MW, é estimado atualmente de pouco mais de 65%.

No ano passado, a Eletrobras aportou cerca de 1 bilhão de reais e prevê destinar para Angra 3 mais aproximadamente 2,5 bilhões de reais em 2021, sendo que 850 milhões de reais já foram aportados no primeiro semestre, disse a diretora Elvira. A apresentação da executiva confirmou previsões de investimentos a realizar na usina de cerca de 18,4 bilhões de reais.

A privatização da Eletrobras

Considerando o cronograma de aportes, uma parte dos investimentos previstos na usina nuclear Angra 3, já deverá ser feita com a Eletronuclear segregada da Eletrobras, que deverá ser privatizada até o início do próximo ano.  Como a energia nuclear precisa ser tutelada pelo Estado no Brasil, pelas regras previstas na privatização da Eletrobras uma nova estatal será criada para abrigar a Eletronuclear, além da binacional de Itaipu.

Mas a continuidade dos trabalhos irá demandar uma empresa especializada, que possivelmente será estrangeira, formando um consórcio com companhias brasileiras, segundo especialistas presentes no evento. A assinatura dos contratos de obras civis e montagem eletromecânica, com uma chamada empresa EPCista, especializada no setor nuclear, é esperada para dezembro de 2021. A expectativa da Eletrobras é que este EPCista comece as obras em março de 2022.

Veja ainda esta notícia: Governo anuncia retomada da construção da usina nuclear Angra 3 e os investimentos podem chegar a R$ 15 bilhões

O Governo anunciou em maio que iria retomar, o processo de construção da usina nuclear Angra 3, localizada na praia de Itaorna, em Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro. De acordo com o anúncio, ele ainda irá realizar a abertura das propostas das empresas interessadas em participar da obra do empreendimento, em que os investimentos podem chegar a R$ 15 bilhões. Cerca de 18 grupos compraram o edital e visitaram o local onde serão construídos os dois prédios da unidade – um para abrigar o reator (cúpula) e um segundo de uso auxiliar.

A usina nuclear Angra 3 é o maior empreendimento de infraestrutura previsto no Brasil em 2021, com custo estimado das instalações em cerca de R$ 15 bilhões. O projeto inicial da usina nuclear prevê a construção de dois prédios, um para abrigar o reator e o outro para uso auxiliar. De acordo com informações do Governo, a primeira etapa no processo de construção de Angra 3 consiste na abertura das propostas das empresas interessadas em participar da construção do empreendimento.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe