Cientistas estadunidenses desenvolveram painéis solares que geram energia durante a noite

Roberta Souza
por
-
21-04-2022 18:32:01
em Energia Renovável, Energia Solar
Tecnologia de painéis solares gerando energia durante a noite Arte Conceito de Painéis solares gerando energia à noite: Fonte –




Os cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, desenvolveram um painel solar que usa a diferença de temperatura durante a madrugada para a geração de energia

Cientistas descobriram que é possível gerar energia através de painéis solares e com ajuda de uma célula fotovoltaica durante a noite através da diferença de temperatura da madrugada, quando o ar fica mais frio. As pesquisas foram feitas por cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Basicamente, a energia solar é gerada no momento em que a energia do sol é irradiada para um painel solar com temperatura mais baixa. Posteriormente, as células solares do painel, feitas com camadas de um material semicondutor de energia que geram um fluxo de eletricidade.

Diferencial do painel solar desenvolvido pelos cientistas de Stanford

O que difere o painel solar criado pelos cientistas de Stanford é a presença de um dispositivo capaz de incorporar um gerador termoelétrico que retira eletricidade da diferença de temperatura entre o ambiente e a célula fotovoltaica do painel.

Sid Assawaworrarit, autor principal do estudo, explica que a abordagem pode fornecer iluminação e energia renovável provenientes de estações noturnas, para aplicações caseiras ou fora da rede de distribuição convencional, em locais onde as instalações de células solares estão ganhando mais popularidade.

Segundo o Tecmundo, não é produzida muita energia através destes painéis solares durante a noite, mas é suficiente para carregar uma luz de LED ou um celular. Embora pareça pouco quando comparado com o fácil acesso à energia elétrica, os cientistas reforçaram no resumo da pesquisa que em áreas remotas os painéis podem ser muito úteis, pois fornecem uma fonte renovável de eletricidade fora de rede de distribuição tradicional. Durante os testes feitos em laboratório, os cientistas conseguiram gerar uma potência de 50 mV/m².

“Em muitas áreas rurais que precisam de sistemas independentes de geração de eletricidade, o fornecimento de energia durante a noite geralmente requer a instalação de baterias para fazer o armazenamento, adicionando complexidade ao dispositivo e encarecendo toda a produção”, acrescenta Sid.

Vantagens do painel solar

Os painéis solares desenvolvidos pelos cientistas também apresentam a vantagem de eliminar a necessidade de armazenar a energia em baterias em locais fora da rede elétrica.

A equipe de cientistas de Stanford afirmou à revista New Scientist que a configuração do painel solar ainda pode ser aprimorada para gerar mais energia e que não existem dificuldades intrínsecas para escalar o sistema em um produto comercial.

Sid encerra informando que em decorrência da longa vida útil dos geradores termoelétricos, a configuração dos painéis solares pode ter um custo de manutenção menor quando comparados com dispositivos convencionais de armazenamento. Além disso, os painéis solares podem ser utilizados para iluminação noturna, o sistema dos cientistas também pode alimentar sensores em locais remotos, diminuindo o tamanho ou eliminando a necessidade de baterias.

Cientistas desenvolvem molécula que permite armazenar energia solar por até 18 anos

Cientistas da Universidade de Tecnologia Sueca Chalmers desenvolveram um sistema de armazenamento de energia solar que pode armazenar eletricidade por anos utilizando um líquido com hidrogênio, carbono e nitrogênio.

Um grupo de cientistas da Universidade de Tecnologia Sueca Chalmers está desenvolvendo soluções para o problema de armazenamento de energia solar há cerca de 10 anos. Os cientistas desenvolveram um líquido, que quando é exposto à luz, consegue alterar sua estrutura molecular, permanecendo nesse estado por anos. Sendo assim, é possível armazenar a energia elétrica a qualquer hora através de simples reações, tornando o desenvolvimento promissor para alimentar uma extensa gama de dispositivos. Para saber mais, confira esta matéria na íntegra clicando aqui.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos