CBA investirá R$ 2 bilhões em ampliação e modernização de fábrica, no estado de São Paulo

Roberta Souza
por
-
02-09-2021 15:28:46
em Indústria e Construção Civil
Fábrica – São Paulo – CBA Unidade da CBA/ Fonte: Revista Alumínio

Os investimentos da CBA na fábrica no estado de São Paulo preveem a ampliação, reforma e modernização das linhas de produção de alumínio

Na última quinta-feira, dia 26 de agosto, a CBA (Companhia Brasileira de Alumínio), anunciou que irá investir cerca de R$ 2 bilhões com a implantação de novos projetos na fábrica de Alumínio, na Região Metropolitana de Sorocaba, no estado de São Paulo. A divulgação foi feita pelo CEO da CBA, Ricardo Carvalho, em entrevista coletiva à imprensa, sobre o novo momento da empresa do grupo Votorantim. Confira ainda esta notícia: Fabricante de pneus anuncia investimentos de R$ 5,2 milhões em fábrica no estado de São Paulo

Investimentos na fábrica, no estado de São Paulo

Segundo Ricardo Carvalho, a maior parte dos investimentos em torno de R$ 2 bilhões na fábrica de Alumínio será captada por meio da oferta de ações da empresa no mercado, o que deverá gerar empregos e aumento de produção. “Durante a implantação de novos projetos tanto na CBA, quanto na Metalex, que fica em Araçariguama, deverão ser gerados aproximadamente 1,7 mil empregos, e após a conclusão dos projetos cerca de 350 empregos fixos”, destaca o CEO da CBA.

Os investimentos preveem a ampliação, reforma e modernização das linhas dos fornos de produção de alumínio, bem como na atualização da tecnologia utilizada na linha de produção. “A fábrica tinha 7 linhas de produção, os chamados fornos, mas duas linhas estavam paradas desde a crise energética de 2014, e agora iremos reativá-las, o que deverá aumentar a produção”, destaca Carvalho. Para produzir alumínio, a empresa faz a extração de toneladas de bauxita, que chegam todos os dias à fábrica da CBA, em Alumínio, vindas das minerações de unidades próprias e de parceiros.

Aumento na capacidade de produção da unidade

Segundo dados da CBA, atualmente a fábrica de Alumínio tem capacidade de produção de 350 mil toneladas por ano de alumínio primário. Com a expansão, a estimativa da empresa, é que a produção anual aumente para 430 mil toneladas por ano. Já a capacidade atual de produção de alumínio transformado é de 179 mil toneladas por ano. E a capacidade de reciclagem atual é de 235 mil toneladas por ano, considerando a fábrica de Alumínio e a Metalex.

Além dos cerca de R$ 2 bilhões de investimentos na fábrica da CBA, em Alumínio, a empresa também anunciou que pretende investir outros R$ 2 bilhões na produção de bauxita no Pará, no chamado projeto Alumina Rondon.

Leia ainda esta notícia: Metalúrgica investirá US$ 25 milhões em nova fábrica de alumínio, no estado de São Paulo

A Termomecanica, metalúrgica de transformação de cobre e suas ligas em produtos semielaborados e acabados, irá inaugurar no próximo mês uma nova fábrica, dessa vez focada na produção de barras de alumínio. Com investimento de 25 milhões de dólares, a planta instalada em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, estima iniciar a operação com capacidade de produzir até 30 mil toneladas dos derivados do metal por ano.

Os aportes incluíram a construção da fábrica em São Paulo, a aquisição de equipamentos e a instalação de novas tecnologias. Atualmente, a Termomecanica tem um patrimônio líquido avaliado em mais de 800 milhões de dólares. O presidente da companhia, Luiz Henrique Caveagna, disse que o foco da fábrica é o mercado de distribuição de energia. Hoje, a Termomecanica pode fabricar 80 mil toneladas de produtos de alumínio, cobre e suas ligas. “Essa nova linha de produção representa o aumento do nosso portfólio, de vergalhão, de barras e tubos. E o nosso principal nicho é o mercado de energia. As obras de expansão dos linhões e a distribuição são segmentos onde queremos estar presentes.”

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe