Campo operado por Petrobras e Equinor tem contrato prorrogado por mais 27 anos

Petrobras

ANP renova contrato de concessão e Petrobras e Equinor irão operar por mais 27 anos o terceiro maior campo produtor de petróleo do Brasil

O campo de Petróleo de Roncador, em águas profundas da parte capixaba da Bacia de Campos e operado pela Petrobras, teve seu contrato de concessão prorrogado por mais 27 anos pela ANP. A portuguesa GALP aumentou sua produção no Brasil, veja aqui !
O ativo é o terceiro maior produtor de petróleo do país, superado apenas por Lula e Sapinhoá, campos do pré-sal da Bacia de Santos.

O campo de Roncador localiza-se na porção Norte da Bacia de Campos, à aproximadamente 125 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água que varia de 1.500 a 1.900 m. Sua Área de Desenvolvimento é de 397,6 km² e limita-se a norte com o Estado do Espírito
Santo, a oeste com o campo de Frade e a sul com os campo de Albacora e Albacora Leste.

Atualmente quatro plataformas produzem petróleo a partir do campo de Roncador, a P-52, a P-54, a P-55 e a P-62, que somadas tem a capacidade de produzir 720 mil barris de petróleo por dia.
São 51 poços produtores, o maior deles produzindo 16 mil barris/dia e o menor, 0,9 barris/dia.

Sendo declarado comercial em 1998, ele entrou em operação em 1999 e é um dos Campos da chamada da Rodada Zero, que foi o leilão que ratificou os campos que ficariam com a Petrobras após o fim do monopólio das atividades de exploração e produção no Brasil.

A entrada da Equinor

Em meados de 2018, a norueguesa Equinor (ex-Statoil) comprou 25% de participação da Petrobras por US$ 2 bilhões, que com 75% continuou como operadora do campo.

A produção média do campo de Roncador é de aproximadamente 240 mil barris de óleo por dia e 40 mil barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural) por dia.
O campo tem aproximadamente 10 bilhões de barris petróleo e óleo equivalente em volume in place (no local) e uma expectativa de volume recuperável remanescente superior a 1 bilhão barris equivalentes.

Leia também ! Gás do Comperj terá a construção de Ponto de Recebimento no Rio de Janeiro !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)