Buscando a extração de petróleo rapidamente, Paulo Guedes pressiona pela privatização da Petrobras: “Vai valer zero daqui a 30 anos”

Fábio Lucas
por
-
25-10-2021 22:24:24
em Petróleo, Óleo e Gás
petrobras paulo guedes petróleo privatização Foto: Agência Brasil

Governo estuda enviar ao Congresso um Projeto de Lei que permitirá a venda de ações da Petrobras

Com apoio de Paulo Guedes, ministro da economia, o governo federal está estudando um projeto de lei que viabilizaria a privatização da Petrobras. A intenção do projeto de lei é que o governo venda ações por um projeto de maioria simples no Legislativo. Caso isso ocorra, poderá ser alterado toda a estrutura societária da Petrobras. 

 “Primeiro precisamos avançar com os Correios. Se lograrmos êxito como espero, aí acho que ótima para entrar na pauta de prioridades”, disse Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado. 

Paulo Guedes defende a privatização

Após a divulgação da informação, Paulo Guedes tratou de defender a privatização da Petrobras, afirmando ele que é preciso tirar o petróleo do subsolo para investir em projetos essenciais, como educação, tecnologias, etc… 

 

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal.

A Petrobras vai valer zero daqui a 30 anos. E o que nós fizemos? Deixamos o petróleo lá em baixo com um monopólio, uma placa de monopólio estatal em cima. O objetivo é tirar esse petróleo o mais rápido possível e transformar em educação, investimento, treinamento, tecnologia”, disse Paulo Guedes durante o lançamento do Plano de Crescimento Verde.  

Como funciona o plano de privatização da Petrobras

A ideia da equipe econômica é que seja encaminhado ao congresso nacional um projeto de lei que permita ao governo negociar ações da Petrobras. A ideia é que o estado perca o poder de controle sobre a estatal.  

O projeto de lei que pode ser enviado manteria o direito do governo federal indicar quem seria o presidente da Petrobras. Além disso, o governo manteria o poder sobre algumas ações tomadas pela estatal. Seria uma espécie de “golden share,” – privatização onde o estado manteria o poder de veto sobre a companhia.  

A possibilidade de privatização da Petrobras começou a ganhar força por conta do polêmico “Auxílio Brasil”, onde o governo destinará um pagamento mínimo de R$ 400 para mais de 17 milhões de brasileiros.  

Para bancar o Auxílio Brasil, o governo federal alterou o teto de gastos, situação que acabou gerando um mal estar grande com o mercado, onde o dólar subiu e a bolsa caiu durante a última semana. Conforme O Globo, a intenção de privatizar a Petrobras seria um aceno ao mercado para tentar melhorar o clima.  

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.