Acaba de falecer 3° vítima da explosão no navio-sonda da Odebrecht

Acaba de falecer 3° vítima da explosão no navio-sonda da Odebrecht

A Petrobras acabou de confirmar em nota oficial a imprensa a respeito da explosão e divulga quem foram os trabalhadores envolvidos

Infelizmente a terceira vítima da explosão que ocorreu no navio-sonda que pertence a Odebrecht morreu no domingo a tarde. A Petrobras confirmou a morte soltando a nota oficial informando a família e a imprensa. Lembrando que este acidente ocorreu durante uma operação na caldeira da NS-32( Norbe VIII), sitiada no ativo de Marlim, na Bacia de Campos. O primeiro acidente ocorreu no dia 9, ao qual você pode estar conferindo aqui. No total, foram 4 pessoas acidentadas e 3 mortes.

De acordo com a Petrobras, o terceiro trabalhador falecido era o funcionário da  Odebrecht Óleo e Gás, Eduardo Aragão de Lima, de 33 anos, ao qual estava sob cuidados médicos mas acabou não resistindo e faleceu no início desta madrugada.

No dia 10, manhã de sábado, a segunda morte em decorrência deste acidente na unidade offshore foi confirmada,  acessando aqui você obtêm mais detalhes . No dia 9( sexta) no periodo da tarde, a OOG juntamente com a Sindpetro confirmaram a primeira morte, que ocorreu com um profissional especializado em inspeções e calibrações, com idade de 28 anos. Havia também outro profissional do mesmo ramo no local do acidente, mas este tinha 44 anos e estava prestando serviços para IMI, ele estava na UTI no Hospital Municipal de Macaé, interior do Rio.

A Petrobras, Odebrecht e a IMI em nota oficial endossam que estão prestando todo apoio necessário as famílias dos acidentados, tal como outros trabalhadores envolvidos no sinistro operacional.

Os dados técnicos apontam que a explosão ocorreu por volta das 7 horas e 50 minutos no dia 9 de junho de 2017. Dois colaboradores foram socorridos de modo expresso por um helicóptero de emergência e os 2 restantes tiveram os primeiros socorros a bordo da unidade, sendo levados logo em seguida para o hospital de Macaé. A Petrobras diz que nada pegou fogo e a explosão foi durante uma atividade rotineira de manutenção de caldeiras que estavam inoperantes no momento.



Você pode gostar...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.