A importância da reciclagem de eletrônicos

balde de reciclagem de eletrônicos

Ao mesmo tempo que surgem novidades eletrônicas no mercado, por conta do avanço das tecnologias, o lixo desse tipo de material só aumenta, causando diversos problemas ao meio ambiente e, consequentemente, a todos nós, seres humanos.

Temos acesso a diversas coisas, a partir de aparelhos tecnológicos e práticos. No entanto, todos os anos, toneladas de lixo eletrônico são geradas, e esses materiais são compostos por substâncias prejudiciais à saúde e também à natureza.

E quando se fala a respeito de lixo eletrônico, não se trata apenas de computadores, televisão, celulares, é possível encontrar dentro dessa categorias, determinados produtos industriais, tais como imã de neodímio e motor elétrico trifásico, por exemplo.

Como é a separação?

Os materiais que são considerados tóxicos, são colocados em tanques que fazem o armazenamento e os encaminham para empresas que são especialistas.

Já os vidros, sejam de telas de TVs, computadores ou então de celulares, são separados por tipos. É possível também que eles passem por um processo de mistura, moagem e tratamento.

E as placas de circuito impresso, são materiais mais complicados de passarem pelo processo de reciclagem, isso porque, elas contam com uma quantidade muito grande de metais pesados. No Brasil, ainda não existem processos de reciclagem para PCI.

O passo a passo melhor alternativa, a reciclagem

E para que os problemas com o descarte de material eletrônico e seus componentes sejam cada vez menores, a melhor opção encontrada hoje em dia é a reciclagem.

O começo do processo de reciclagem de lixo eletrônico acontece com o recebimento e a coleta dos materiais.

Há alguns postos coletores, lojas, revendedores e supermercados que aceitam os resíduos de equipamentos eletrônicos, o que pode ajudar muitas pessoas.

Logo após o recolhimento dos materiais, uma triagem é realizada, a qual pode ser feita de maneira manual ou então através de um computador. Os materiais vão ser separados a partir das condições de uso que apresentam.

Logo depois o desmonte das peças acontece, o qual também é conhecido como processo reverso, em que o movimento ao contrário de uma montagem é feito. Os materiais são classificados segundo as categorias que pertencem, como:

  • vidros;
  • placas de circuito;
  • plásticos;
  • metais;
  • elementos químicos;
  • entre outros.

A partir de tal separação, os materiais que podem ser reciclados, são enviados para o local de reciclagem, que podem ser centros de separação ou então empresas que são especializadas em cada um dos materiais.

O passo a seguir, consiste na trituração do material ou então, na compactação. A partir de então, os materiais podem ser vendidos para empresas que fazem utilização dos polímeros presentes nos equipamentos.

Reciclar é sempre uma boa ideia

A reciclagem de vários tipos de materiais é extremamente importante e, como vimos, também inclui a reciclagem de equipamentos eletrônicos.

Quando necessitar descartar algum, busque pelos lugares que recolhem esse tipo de objeto, pois como foi possível ver neste artigo, todo processo de reciclagem é importante e necessário.

Esse artigo foi escrito por Fernanda Silva, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Paulo Nogueira

About Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, com experiência no setor O&G em empresas nacionais e internacionais.