1.200 vagas de emprego e R$ 1,8 bilhão em investimentos são previstos no estado do Amazonas

Roberta Souza
por
-
23-08-2021 13:27:01
em Indústria e Construção Civil
Amazonas – emprego – projetos Indústria no estado do Amazonas/ Fonte: Portal Tucumã

O Conselho de Desenvolvimento do Amazonas (Codam), aprovou cerca de 32 projetos que irão gerar empregos e novos investimentos

Na última semana, durante a 291ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Amazonas (Codam), foram aprovados 32 novos projetos e investimentos de aproximadamente R$ 1,8 bilhão, que irão gerar cerca de 1.287 novos empregos no estado. Os novos projetos aprovados pelo Codam, são de diversos segmentos como: eletroeletrônicos, informática, eletrodomésticos, comunicação, ferragens, açougues, plásticos, laminados e outros. Veja ainda: No Amazonas e em Roraima Eneva inicia exploração do gás natural que vai gerar 2 mil empregos

Aprovação de projetos pelo Governo do Amazonas e geração de empregos

Nesta edição do Codam (Conselho de Desenvolvimento do Amazonas), três projetos apresentaram os maiores investimentos para o Amazonas. Dentre elas estão: a Samsung com dois projetos de Atualização com o total de R$1.080.912.922,08, com projeção para a criação de 225 novos postos de trabalho, além de outras 310 vagas que serão remanejadas.

A Foxconn com o aporte de R$228.930.299,17, com um projeto de Implantação e estimativa de geração de 241 novos postos de trabalho diretos e de 89 vagas indiretas. E o terceiro maior projeto foi a Flextronics, que apresentou investimento de R$104.590.564,62, para o projeto de Diversificação com estimativa de criação de 101 novas vagas de mão de obra direta e de 11 vagas indiretas.

Interior do estado também terá grandes projetos

Para o interior do Amazonas, o município contemplado com investimentos nesta edição do Codam foi Iranduba, na Região Metropolitana. O projeto aprovado foi o de Implantação da empresa Falcão Indústria de Alimentos Ltda, que irá produzir “partes e miudezas comestíveis e subprodutos de bovinos oriundos da indústria frigorífica”.

O investimento da empresa para aquele município, no interior do estado do Amazonas, é da ordem de R$20 milhões, estimados para os próximos três anos. A projeção é de geração de 46 novos postos de trabalho diretos e de 14 indiretos.

Confira ainda esta notícia: LG anuncia criação de 150 empregos e investimentos de R$ 3,8 bilhões no estado do Amazonas

Carlos da Costa, ministro especial da Produtividade, Emprego e Competitividade, anunciou que vai aprovar a ampliação da linha de produção de monitores e notebooks da LG na Zona Franca de Manaus, Amazonas. A decisão foi tomada depois que a multinacional de eletrônicos aumentou de 68 para 150 o número de empregos criados na capital amazonense e anunciou investir cerca de R$ 3,8 bilhões.

Em maio foi feita uma live que contou com a presença do presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas) e de executivos da LG Eletronics. Carlos da Costa disse durante a reunião que, além do aumento das oportunidades, a aprovação da nova proposta considerou que a multinacional é a quarta maior empregadora do Amazonas, com 2.200 empregos gerados no estado.

O ministro disse ainda que o compromisso de dobrar o número de empregos previstos originalmente (eram 68, e têm uma previsão de chegar a 150 empregos) é uma grande vitória para a Zona Franca de Manaus, no estado do Amazonas e para a LG. A transferência da LG Eletronics para Manaus, no Amazonas, ocorreu durante a greve dos trabalhadores em Taubaté, no estado de São Paulo. De acordo com o anúncio, em 19 de abril, funcionários do departamento que já estavam em greve aprovaram a proposta de acordo definida no dia 16 de abril por meio de uma audiência realizada pelo TRT-15.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe