VISION EQXX, carro elétrico da Mercedes-Benz, prova que é o primeiro veículo elétrico capaz de atingir 1.000 km de autonomia real com uma única carga

Valdemar Medeiros
por
-
05-01-2022 12:30:21
em Automotivo, Veículos Elétricos
VISION EQXX - carro elétrico - autonomia - Mercedes-Benz Mercedes tem buscado desenvolver veículos elétricos. (Foto: Mercedes)




A Mercedes-Benz lançou, na segunda-feira (03/01), o protótipo do seu carro elétrico intitulado VISION EQXX que, segundo ela, terá uma autonomia de mais de 1.000 quilômetros (km) por carga, dando um grande passo em suas ambições de veículos elétricos (EV).

O grande desafio das montadoras atualmente é produzir um veículo elétrico com autonomia cada vez maior. A Mercedes não foge à regra, e anunciou nesta segunda-feira (3) um protótipo movido à energia elétrica que promete percorrer até 1.000 quilômetros com apenas uma carga de bateria. Trata-se do Vision EQXX. A Daimler, que em breve será rebatizada de Mercedes-Benz, anunciou planos em 2021 para investir mais de 40 bilhões de euros (US$ 45 bilhões), até 2030, para enfrentar a Tesla (TSLA.O) em um mercado de carros totalmente elétricos, incluindo a construção de oito fábricas de baterias. A partir de 2025, todas as novas plataformas de veículos farão apenas veículos elétricos. 

Leia também

O carro elétrico VISION EQXX foi tido como o Mercedes-Benz mais eficiente já construído por conta de sua autonomia. Ele terá um consumo de energia de menos de 10 quilowatts-hora (kWh) por 100 km, afirma Daimler.

Mais de 40 bilhões de euros investidos no mercado de carros elétricos

Estreia mundial digital do VISION EQXX – Reprodução/Youtube

A Daimler, empresa controladora da Mercedes-Benz, anunciou planos no final de 2021 de investir mais de 40 bilhões de euros (US$ 45 bilhões), até 2030, para enfrentar a Tesla (TSLA.O) em um mercado de carros totalmente elétricos, incluindo a construção de oito fábricas de baterias. A partir de 2025, todas as novas plataformas de veículos farão apenas veículos elétricos. O modelo S60 da Tesla consome atualmente 18,1 kWh na mesma distância, conforme mostram os dados de seu site.

“O Mercedes-Benz VISION EQXX é como imaginamos o futuro dos carros elétricos, com muita autonomia e poder de recarga rápida”, disse o CEO da Mercedes-Benz, Ola Kaellenius.

Alguns componentes do protótipo estarão disponíveis em veículos Mercedes-Benz dentro de dois a três anos, destacou Schaefer. No entanto, o CTO se recusou a especificar quando a bateria de 1.000 km estaria pronta para o mercado.

“Provavelmente seremos os primeiros a mostrar um carro de 1.000 km na vida real, com uma bateria tão pequena”, disse Schaefer.

Quando o carro elétrico da Mercedes-Benz estará disponível no mercado automotivo?

“Quando tal veículo seria colocado à venda é uma “decisão de mercado” a ser determinada uma vez que a montadora tivesse estabelecido a quantidade de autonomia que os clientes esperavam e quanto estariam dispostos a pagar”, afirma o CEO da marca.

O protótipo, construído dentro de 18 meses, “põe fim à ansiedade de alcance”, disse a Mercedes-Benz, referindo-se a um dos principais obstáculos que explicam por que os veículos elétricos não estão em alta demanda.

O novo modelo exigiu o desenvolvimento de uma nova bateria que, segundo a empresa, caberia em um veículo compacto e cuja densidade de energia – medindo quanta energia as baterias podem conter em comparação com seu tamanho – é de cerca de 400 watts-hora por litro.

Mercedes obtém nível 3 de carro autônomo e planeja estreia no Classe S

Mais um passo foi dado em direção a carros que andarão completamente sozinhos. A KBA, agência máxima de transportes da Alemanha, validou o sistema de condução Drive Pilot, desenvolvido pela Mercedes-Benz, dentro dos requisitos que o colocam no nível 3 de automação veicular. Assim, a marca da estrela de três pontas se torna a primeira montadora a poder aplicar esta tecnologia no mundo, com previsão de lançamento para 2022.

Os níveis de automação são definidos pela SAE, que classifica os veículos de 0, sem qualquer automação, a 5, para carros totalmente autônomos, com volante e pedais completamente dispensáveis. No caso do Autopilot, do Tesla, o nível é 2+, que apesar de ser impressionante, ainda não permite que o volante do carro seja abandonado pelo condutor. A estreia do Drive Pilot ocorrerá com o Classe S já no primeiro semestre do próximo ano.

O sedã da Mercedes poderá andar de forma autônoma alcançando os 60 km/h sem que o condutor precise segurar o volante ou pisar nos pedais. Essa velocidade poderá ser alcançada em tráfego intenso ou congestionamentos nas Autobahns, estradas de alta velocidade, que permitam o uso da tecnologia.

De acordo com a Mercedes, em situações de trânsito pesado com o Drive Pilot, o motorista poderá acessar o sistema multimídia MBUX para, por exemplo, verificar e-mails ou realizar compras online enquanto o carro anda completamente sozinho em situações de engarrafamento.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.