Verba no valor de R$ 1,5 bilhão é aprovada para maior projeto de mineração no Mato Grosso. Cerca de 2.350 vagas de empregos serão geradas

Roberta Souza
por
-
04-05-2021 14:35:38
em Economia, Negócios e Política
Mineração – Mato Grosso – empregos Projeto de mineração Aripuanã/ Fonte: Reprodução

O investimento de R$ 1,5 bilhão será destinado ao Projeto Aripuanã, no Mato Grosso. Muitas vagas de emprego são previstas no projeto de mineração

O maior projeto de mineração no estado do Mato Grosso obteve investimentos aprovados pela Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste) na última semana, através do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), favorecendo a empresa Nexa, antiga Votoratim. O investimento será utilizado para a implantação de um projeto de ampliação da capacidade produtiva da mina, na cidade de Aripuanã, gerando muitos empregos para a região.

O projeto aprovado pela Sudeco, no investimento de R$ 1,5 bilhão, tem como objetivo realizar a exploração e processamento na mineração de zinco, cobre e chumbo, na Serra do Expedito, em Mato Grosso. Por meio do FDCO, serão garantidos 7,5% (aproximadamente 115 milhões de reais) do valor total do empreendimento. A economia local poderá se movimentar com os novos empregos que serão gerados. 

Aportes a serem realizados no projeto de mineração no Mato Grosso

Os planos da companhia de mineração preveem a exploração e o beneficiamento de zinco, chumbo e cobre, na Serra do Expedito, no estado de Mato Grosso, que, através do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), a mineradora terá garantia de 7,5% do valor total do empreendimento, que se encontra em fase de implantação, com operações previstas para o início de 2022.

Nelson Fraga, superintendente da Sudeco, diz que acredita no potencial do empreendimento da empresa de mineração, promovendo a atração de novos aportes no estado do Mato Grosso. Fraga ainda diz que, além de promover a circulação da economia, diversos empregos serão gerados, beneficiando a população.

O Projeto Aripuanã no estado do Mato Grosso

O projeto total deverá receber investimento direto de cerca de US$ 547 milhões, e prevê a exploração e beneficiamento de zinco, cobre e chumbo, na Serra do Expedito, a 25 km da cidade de Aripuanã.

A empresa de mineração diz que busca incorporar ao Projeto Aripuanã, no Mato Grosso, o que há de mais moderno em tecnologia e excelência operacional, além da visão de sustentabilidade em todos os processos. Alguns exemplos são a meta de reutilização de 100% da água, a construção de depósito de rejeitos a seco e o foco na geração de um legado para a comunidade.

Em termos de produção, a média anual de mineração produzida no local é de 70 mil toneladas de zinco, 4 mil toneladas de cobre e 24 mil toneladas de chumbo e a vida útil da mina é de 11 anos. Cerca de 1.600 empregos são previstos na fase de implantação do projeto e 750 são previstos durante a operação, ou seja, cerca de 2.350 novos empregos no estado do Mato Grosso.

Muitas vagas de emprego estão abertas pela mineradora Nexa, em Aripuanã, no estado do Mato Grosso

  • Eletricista III (Manutenção Corretiva Industrial)
  • Engenheiro(a) de Planejamento e Controle de Produção (PCP) Sênior
  • Engenheiro Eletricista Senior
  • Engenheiro Mecânico Sênior
  • Gerente de Meio Ambiente
  • Mecânico III
  • Operador(a) de Equipamento (Britagem)
  • Operador(a) de Equipamento (Moagem)
  • Operador(a) de Produção (Operador(a) de Filtragem – Rejeito)
  • Técnico(a) de Enfermagem do Trabalho Sênior
  • Técnico(a) Sala de Controle
  • Técnico de Instrumentação III
  • Técnico de Manutenção Especializado (Automação)
  • Técnico de Manutenção III – Inspetor Eletromecânico de HME
  • Técnico de Manutenção II (Inspeção Elétrica)
  • Técnico de Manutenção II (Inspetor Mecânico)
  • Técnico de Produção – Apoio Supervisão
  • Técnico Planejamento III (Eletromecânico Infraestrutura de Mina)

Quem quiser saber sobre as oportunidades da Nexa no estado do Mato Grosso, basta acessar aqui. Para saber mais sobre o Projeto Aripuanã, clique aqui.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos