Início Veículos elétricos e baterias poderão, até o ano de 2028, alcançar cerca de 33% das vendas mundiais

Veículos elétricos e baterias poderão, até o ano de 2028, alcançar cerca de 33% das vendas mundiais

24 de junho de 2022 às 22:53
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Veículos elétricos, veículos, baterias
Imagem de Menno de Jong / Fonte: Pixabay

As montadoras e fornecedores do setor de veículos elétricos e baterias planejam investimentos de pelo menos US$ 526 bilhões até o ano de 2026

A comercialização de veículos elétricos e baterias poderá atingir cerca de 33% mundialmente até o ano de 2028 e até 54% no ano de 2035, com base na demanda acelerada dos principais mercados, comentou nesta quarta-feira, 22, a consultoria AlixPartners. Os veículos elétricos e as baterias corresponderam menos de 8% da comercialização global em 2021, e pouco menos de 10% no primeiro trimestre do ano de 2022.

Para sustentar a demanda, as montadoras e os fornecedores planejam investimentos de ao menos US$ 526 bilhões em veículos elétricos e baterias até 2026, declarou a empresa em relatório anual. Esse número corresponde a mais do que o dobro da previsão de investimento de US$ 234 bilhões para cinco anos, de 2020 a 2024.

Artigos recomendados

Essa visão acerca de investimentos maiores em veículos elétricos e baterias, transforma a ascensão do mercado de veículos elétricos inevitável, segundo o co-líder da área automotiva da AlixPartnes, Mark Wakefield. A indústria de veículos resiste os desafios econômicos a cadeia de fornecedores no decorrer da transição para os veículos elétricos e baterias, acrescentou Wakefield.

Co-líder da AlixPartnes diz que setor de carros elétricos precisará passar por mudanças radicais

Para o co-líder, a transição de carros convencionais para os carros elétricos e baterias vai exigir “mudanças drásticas nos modelos operacionais, não apenas nas fábricas e nas pessoas, mas também no modo de trabalhar”, disse. Também, as matérias-primas usadas na produção de veículos elétricos também custam mais do que o dobro das usadas em modelos a combustão, cerca de US$ 8.255 por veículo elétrico contra US$ 3.662 por veículo, de acordo com valores de maio deste ano.

O processo de eletrificação de automóveis custará aos fabricantes e fornecedores um total acumulado de US$ 70 bilhões até 2030, de acordo com Elmar Kades, co-líder da área automotiva da AlixPartners.

A AlixPartners pontua que as limitações de fornecimento poderão continuar até 2024, e espera que as vendas totais de veículos convencionais em todo o mundo caia para 79 milhões de unidades em 2022, antes de subirem para 95 milhões em 2024.

Carros elétricos mais baratos do Brasil em 2022

Os veículos elétricos são uma recente tecnologia no mercado automotivo, tanto no Brasil, quanto no resto do mundo e, com a popularização desses veículos, novos modelos movidos a eletricidade já estão sendo comercializados por preços mais acessíveis. Veja abaixo a lista dos veículos elétricos mais em conta no Brasil em 2022.

CAOA Chery iCar – R$ 139.000

O CAOA Chery iCar chegou da China com o título de veículo elétrico mais barato do País. Ele tem capacidade para apenas quatro ocupantes, e motor capaz de gerar 61 cv e 15,3 kgfm.

Renault Kwid e-Tech – R$ 146.990

O Kwid veículo elétrico tem o visual próximo ao modelo a combustão. Também vindo da China, ele possui um motor de 65 cv de potência e 11,5 kgfm.

JAC E-JS1 – R$ 164.900

Ele é considerado o veículo elétrico mais econômico do Brasil, conforme dados do Inmetro. O JAC E-JS1 também é um modelo produzido na China, em parceria com a Volkswagen, e conta com um motor de 62 cv e 15,3 kgfm.

Renault Zoe – R$ 239.990

O quarto colocado da lista de carros elétricos mais baratos, é o Renault Zoe, que está na segunda geração e chegou no País em abril de 2021. O modelo conta com uma central multimídia de sete polegadas, conexão com Apple CarPlay e Android Auto e sensor de estacionamento.

Fiat 500e – R$ 255.990

Sendo este o primeiro veículo elétrico da Fiat no Brasil, o 500e tem o visual semelhante ao 500 a combustão. Com motor de 118 cv e torque de 22,5 kgfm, o modelo tem velocidade máxima de 150 km/h e uma autonomia de 320 quilômetros.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes