Usina de Itaipu irá gerar mais de 2.500 empregos em suas 30 obras de estruturação

Usina, empregos, obras Obras na Usina de Itaipu

Em 2020, a Usina gerou 1.266 empregos na construção e projetos. Em 2021, 2.500 oportunidades podem ser geradas com as obras

A usina de hidrelétrica de Itaipu, localizada no Rio Paraná, compreende parte do estado do Paraná e parte do Paraguai, está gerando diversas oportunidades de emprego em suas 30 obras de estruturação. Em 2020, foram contratadas 1.266 pessoas para trabalharem na elaboração de projetos e na construção civil. Para 2021, é esperado que 2.500 oportunidades de emprego sejam geradas com as obras.

Confira ainda outras notícias:

Roger André Luttjohann, engenheiro residente do contrato da Perimetral Leste pelo Consórcio JL – Planaterra – Iguatemi, diz que antes mesmo da construção da perimetral, prevista para começar em março, pelo menos 40 pessoas participaram dos trabalhos de preparação, entre os envolvidos na obra, no canteiro de obras e na mobilização da equipe de construção.

Durante o período de pico da construção, o consórcio deve gerar de 400 a 500 empregos diretos. Pedreiros, carpinteiros, eletricistas e operadores de máquinas e aguardam o processo seletivo para garantir a obtenção de uma dessas vagas.

Oportunidades de emprego:

Ponte Internacional sobre o rio Paraná empregou diretamente 373 funcionários;

A pista do Aeroporto Internacional de Foz foi ampliada e contratou mais 400;

Na primeira fase, a replicação da Rodovia das Cataratas (BR-469) vai gerar 20 vagas diretas;

O Projeto do canal BR-277 vai adicionar mais 40 oportunidades;

O aeroporto, na obra de duplicação do acesso ao pátio, abriu 100 vagas;

Para a construção do mercado municipal, foram adicionadas mais 20 contratados.

Itaipu, de forma indireta, também ajudou a manter emprego em várias instituições de ajuda humanitária e abriu cerca de 800 vagas para o pessoal da área de saúde, para ajudar no combate à covid-19.

Obras da Usina Itaipu:

A Perimetral Leste terá um investimento de 140 milhões de reais, que ajudará a desviar o tráfego pesado em centros urbanos e áreas turísticas. A obra está prevista para ser entregue em meados de 2022. O novo corredor de 15 quilômetros de extensão ligará a ponte de integração entre a cidade de Iguaçu e Presidente Franco e a rodovia BR-277.

Considerando a implantação de todos os projetos nos próximos anos, a Usina de Itaipu destinou 2,4 bilhões de reais, incluindo um novo contrato para a modernização do setor elétrico brasileiro.

O general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro de Itaipu, diz que “Nossa grande preocupação, hoje, é fazer as entregas prometidas, assegurando emprego para nossa gente”.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos