Sistema da Ocyan aprimora a visualização e acompanhamento ontime dos riscos das embarcações

Paulo Nogueira
por
-
12-04-2021 10:43:46
em Petróleo, Óleo e Gás
Ocyan embarcações segurança

Ocyan inova com monitoramento dinâmico de barreiras de segurança operacional em tempo real

Rio de Janeiro, 12 de abril de 2021 – Para ampliar a segurança da operação das sondas, a Ocyan desenvolveu o Sistema de Monitoramento Dinâmico das Barreiras de Segurança operacional em tempo real, que aumenta consideravelmente a visualização e predição dos riscos das plataformas de perfuração. O novo sistema torna cada vez mais assertiva a tomada de decisões e minimiza a ocorrência de eventos indesejados nas unidades offshore.

Leia também

Este sistema inédito no mercado pode ter sua aplicação ampliada em outros setores, como o da indústria petroquímica e de mineração. A empresa investiu cerca de um milhão de dólares na inovação, que é usada nas atividades de monitoramento à distância desenvolvidas na base da companhia em Macaé (RJ).

“O monitoramento das barreiras confere maior visibilidade ao principal estudo de riscos das plataformas de perfuração da Ocyan. Ele aproxima e inclui cada vez mais o estudo de riscos contidos no Safety Case ao cotidiano das operações ao possibilitar a visualização da integridade das barreiras de salvaguardas, garantindo a assertividade na tomada de decisões para assegurar a continuidade operacional com segurança”, explica Carlos Júnior, gerente-executivo de Sustentabilidade da Unidade de Perfuração da Ocyan.

As informações captadas pelo sistema são automatizadas por meio de inteligência artificial, que reduz a interferência humana e a probabilidade de erros no processo. Este projeto transformou os estudos de riscos da frota da Ocyan em documentos dinâmicos, incorporados ao cotidiano da tripulação para realizações de atividades e tomadas de decisões.

“Com o método tradicional, o estudo de riscos era uma fotografia do momento em que o documento estava sendo realizado. Com essa inovação, tudo ficou mais integrado. Hoje, no Safety Case de cada unidade marítima da Ocyan, há pelo menos 17 análises de risco do tipo LOPA – Bow Tie, ferramenta de avaliação semi-quantitativa de riscos, totalizando ao menos 85 diferentes estudos para a frota Ocyan, que tem suas barreiras monitoradas em tempo real”, explica o executivo.

Características deste novo sistema da Ocyan

O novo sistema monitora as barreiras do estudo de riscos em três dimensões. A primeira delas é a Barreira Física, composta pelo Sistema de Monitoramento e Controle de Manutenção – IBM Máximo, que verifica as manutenções preventivas, corretivas e as análises de riscos das ordens de serviço.

A segunda avalia a Barreira Humana, por meio de um software que controla a presença da tripulação e pessoas a bordo (POB), monitora a matriz de treinamentos mandatórios definidos pela Ocyan, pelo cliente, além da matriz de treinamentos em procedimentos específicos para o desempenho de atividades. Ele é capaz de identificar, por exemplo, se a tripulação está em conformidade com a matriz de treinamento da Ocyan.

A terceira delas é a Barreira Organizacional, composta de listas de verificações, formulários de inspeções e checklists, que são realizadas através do sistema eletrônico nas unidades, via web, celulares ou tablets, desenvolvido pela startup Checklist Fácil, que participou do Ocyan Waves em 2019, o programa de inovação aberta da empresa.

“Esse conjunto de inovações faz parte do novo momento de investimento em segurança operacional e foi criado de forma inédita pela Ocyan. E esse e um processo de inovação é dinâmico; ao ponto de estamos avaliando o desenvolvimento de duas novas dimensões, que serão o Sistema Supervisório e a verificação de condições Metaocenográficas das unidades”, finaliza.

Sistema inovador

O sistema foi desenvolvido em parceria com a empresa Intelie e a base tecnológica utiliza a estrutura do Ocyan SMART. O objetivo era criar uma ferramenta que fosse completamente integrada ao sistema de operações dessas unidades. A Ocyan contribuiu com as questões técnicas referentes à coordenação dos riscos e estrutura. Já a Intelie ficou com a responsabilidade de desenvolver toda essa estrutura do sistema.

“Os resultados do processo são visualizados de forma imediata, fato que gera enorme ganho na qualidade na tomada de decisão. Caso um risco seja considerado intolerável, o sistema automaticamente emite alarmes e e-mails para todas as lideranças de bordo, offshore e onshore”, esclarece Carlos Júnior. Ele lembra também que o sistema é totalmente amigável e permite ao usuário final verificar o cenário completo de momento, sem a necessidade de acessar diferentes plataformas para realizar a análise das informações.

O sistema faz uso da metodologia de estudo de riscos bow tie, que analisa os eventos topo em cada perigo principal identificado. Além de permitir uma avaliação detalhada dos cenários, essa ferramenta de comunicação visual atinge todos os níveis de integrantes a bordo e demonstra que a segurança operacional depende das ações individuais em um mesmo local. O diagrama não mostra apenas os controles existentes, mas também detalhes de quem é o responsável por garantir que a barreira esteja funcional e em operação. 

Fonte: CDN Comunicação

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.