Saipem conquista contrato milionário junto à Petrobras. US$ 940 milhões serão investidos no pré-sal, no projeto Búzios 7

Roberta Souza
por
-
22-11-2021 11:18:36
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras, Siapem, Pré-sal, Búzios Foto: reprodução

O projeto concedido à Saipem inclui a engenharia, aquisição, construção e instalação (EPCI) de um sistema que interconecta 15 poços à um FPSO, no projeto Búzios 7, no pré-sal

A empreiteira italiana Saipem recebeu um novo contrato SURF EPCI da Petrobras, para o projeto Búzios 7, no pré-sal, no valor de US$ 940 milhões. Segundo a Saipem, o contrato com a Petrobras é para a instalação de um sistema submarino baseado em riser rígido no projeto Búzios 7, visando atender o campo do pré-sal, localizado a cerca de 200 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de 2.000 metros.

Veja ainda outras notícias:

O projeto concedido à Saipem inclui a Engenharia, Aquisição, Construção e Instalação (EPCI) dos Steel Lazy Wave Risers (SLWR) e linhas de fluxo associadas, que interconectam 15 poços submarinos ao FPS, juntamente com as linhas de serviço relacionadas e umbilicais de controle.

Além disso, a Saipem também será responsável pelo fornecimento e instalação de âncoras do FPSO. A empresa italiana usará seu navio de desenvolvimento de campo FDS para a instalação dos SLWRs.

Em julho de 2020, a Saipem já havia recebido um contrato da Petrobras para o projeto Buzios 5, para o EPCI do SLWR e linhas de fluxo associadas entre todos os poços e o FPSO.

Novo ciclo de investimentos da Saipem

Francesco Caio, CEO e Gerente Geral da Saipem, comentou: “Este projeto é mais uma importante evidência de um novo ciclo de investimentos e da competitividade da Saipem em projetos de alto conteúdo tecnológico. O contrato também confirma a confiança depositada na Saipem por grandes clientes como a Petrobras para a realização de projetos centrais às suas estratégias, bem como confirma a sólida posição da empresa em áreas geográficas com perspectivas de desenvolvimento significativas”.

No início deste ano, a Saipem e o estaleiro sul-coreano DSME firmaram contrato com a Petrobras para fornecimento da P-79, oitava unidade a ser instalada no campo de Búzios, na área do pré-sal, na Bacia de Santos.

Com capacidade para processar 180 mil barris de óleo por dia e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás diários, a plataforma é do tipo FPSO, uma unidade flutuante que produz, armazena e transfere óleo. A entrega está prevista para 2025.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe