Renault quer lançar carro elétrico com bateria removível e resolver demora no tempo de recarga

Valdemar Medeiros
por
-
18-05-2021 13:28:09
em Logística e Transporte
Renault - carros elétricos- baterias - mercado Modelo de carro elétrico com bateria removível – Fonte: SAMOCHODY ELEKTRYCZNE

A Renault traz uma solução inovadora para acabar de vez com a demora de recarga da bateria dos carros elétricos: a troca de baterias descarregadas por baterias recarregadas

Sem dúvidas, uma das grandes dificuldades dos carros elétricos é o tempo em que a bateria do veículo demora para recarregar. A recarga pode levar horas ou exige aparelhos que são caros e carros elétricos que suportem as tecnologias de reabastecimento rápido. No entanto, a Renault estuda uma solução bem mais simples, que pode mudar o mercado de carros elétricos. Ao invés de sempre recarregar a bateria, o veículo poderia simplesmente ter uma bateria removível que poderia ser trocada. Por exemplo, quando a bateria estiver descarregada, você poderá substituir por uma carregada.

Leia também

Renault e a criação de baterias removíveis para carros elétricos

Esse projeto já foi desenvolvido pela Renault, em parceria com a empresa Better Place, de Israel, utilizando o Fluence EV, mas o projeto teve que ser interrompido devido à falência da companhia israelense. Entretanto, o CEO da montadora, Luca de Meo, afirmou que a Renault estuda retomar esse conceito nos seus próximos carros elétricos.

Atualmente, só a chinesa Nio utiliza dessa solução, mas ainda em baixa escala. A ideia principal é parecida ao da Better Place: o carro elétrico estaciona em uma espécie de estação de troca de baterias e um complexo mecanismo faz essa troca, que fica localizada no assoalho.

Todo o procedimento pode levar em torno de 5 minutos, tempo bastante parecido com o reabastecimento de um carro comum a combustão. De acordo com o CEO da Renault, ainda falta muita coisa para ser decidida, porém, é uma grande oportunidade. É necessário encontrar uma solução positiva, mas, olhando pelo lado dos negócios, faz sentido separar a bateria do carro elétrico.

Pontos negativos da troca de baterias

Como tudo nem tudo na vida são flores, há um lado negativo que a Renault teve e provavelmente terá que enfrentar: a adaptação necessária para que o carro elétrico possa ter a bateria trocada de forma automática, pois, normalmente, ela fica presa fixamente e de forma firme na carroceria por diversos conectores e parafusos.

As adaptações que precisarão ser realizadas prejudicarão, de forma direta, a otimização do espaço interno do carro elétrico, mas, se o veículo for projetado desde o começo com essa solução em mente, os problemas serão resolvidos de forma mais fácil.

Montadora francesa se destaca no mercado de carros elétricos

A Renault começou a comercializar carros elétricos no Brasil em 2013. A princípio, a montadora começou a vender quatro modelos de segmentos diferentes: O hatch compacto Zoe, o utilitário Kangoo, o quadriculo Twizy e o sedã Fluence.

O mais atual elétrico da Renault é o Zoe E-Tech, que será vendido no Brasil nas versões Zen e Intense, com preço de tabela de R$ 205 mil e 220 mil respectivamente. Ele possui uma bateria de autonomia de 52 kWh e uma autonomia de cerca de 385 km.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.