Quatro grupos estrangeiros disputam Usina Angra 3 e modelagem servirá para oito novas usinas

usina nuclear

Só para a conclusão das obras da Usina Angra 3, é necessário um valor avaliado em cerca de US$ 3,8 bilhões, com expectativa para entrar em operação até em 2026.

O governo brasileiro deve anunciar no final do ano um plano ousado de ampliação do parque nuclear do país em parceria com a iniciativa privada como forma de viabilizar a conclusão da Usina Angra 3 e garantir a oferta firme de energia a partir do Sudeste e do Nordeste, onde novas usinas serão instaladas. Por falar em usina nuclear,  a primeira usina nuclear flutuante, iniciou sua primeira viagem na semana passada até o Ártico.

49% dos ativos de Angra 3 devem ser leiloados pelo governo federal para conclusão das obras, com o objetivo de ampliar o parque nuclear no território nacional, que pode gerar mais oito usinas pelo país, nas regiões Sudeste e Nordeste.

Os interessados: Rosatom (Rússia); China National Nuclear Corporation (China) e EDF (França) e Westinghouse (EUA)

Vencerá o grupo que tiver maior capacidade de financiamento para arcar com as obras bilionárias. Sendo os chineses os mais interessados e levam vantagens por terem elevada capacidade de financiamento.

Na recente visita à China feita pelo Ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque, os chineses reafirmaram o interesse não só em Angra 3 como nas demais usinas que devem ser construídas até 2050.

Os Chineses se mostraram interessados também na exploração e enriquecimento de urânio, pelo fato do Brasil possuir a 6 maior reserva do mundo e explorado apenas um terço de suas jazidas.

Só para a conclusão das obras de Angra 3, é necessário um valor avaliado em cerca de US$ 3,8 bilhões, com expectativa para entrar em operação até em 2026. Todos os gastos ficarão sob responsabilidade da companhia privada que vencer o leilão e terá participação de 49% da usina. Os 51% restantes ficarão sob controle da União.

De acordo com informações, o governo estuda ainda a possibilidade de realizar algo chamado de “combinação de usinas”, que é ceder mais uma usina para quem for o comprador de Angra 3.

Atualmente, o Brasil possui duas usinas em operação (Angra 1 e 2), que representam 1,1% da geração de energia no país.

Galp tem aval para compra de fatia da Petrobras Biocombustível

Confira abaixo como funciona uma usina nuclear!

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.
Avatar

Sobre Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.