Primeira ‘fazenda’ de energia solar da cidade de São Paulo construída para abastecer 80 UBSs, promete economia de R$ 2 milhões ao ano

Valdemar Medeiros
por
-
15-12-2021 11:30:56
em Energia Renovável, Energia Solar
fazenda de energia solar - energia solar - São Paulo - economia - UBS- Área escolhida para o novo projeto é um espaço de cerca de 50 mil m² dentro do antigo Aterro Bandeirantes, localizado em Perus, na zona noroeste da cidade – Foto: Secretaria Especial de Comunicação




Prefeitura de São Paulo fechou parceria com consórcio de saúde para viabilizar um projeto que visa a construção de uma super usina de energia solar que irá abastecer as UBSs e outros edifícios das secretarias de Saúde e de Educação.    

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, assinou uma Parceria Público-Privada (PPP) com o consórcio Sol da Saúde, na última terça-feira (14). O projeto prevê a implantação, sistema de operação e manutenção da primeira ‘fazenda solar’ de São Paulo. A geração dessa energia renovável irá beneficiar cerca de 80 unidades básicas de saúde (UBS) e permitirá que a Prefeitura reafirme um de seus principais compromissos com a sustentabilidade e a promoção de ações efetivas na redução do impacto ambiental, de acordo com o Programa de Metas 2021/2024 e também conforme está previsto na Agenda Municipal 2030.

Leia outras notícias relacionadas

Instalações da nova usina de energia solar em São Paulo

Os painéis de energia solar que forem instalados nas coberturas dos equipamentos, durante o dia, serão responsáveis por gerar eletricidade suficiente para alimentar as UBSs, garantindo total segurança e sustentabilidade.

Com isso, haverá uma economia de energia de 56%, equivalente a R$ 2,05 milhões por ano, que poderá chegar a cerca de R$ 65 milhões nos próximos 25 anos de projeto.

O contrato da Parceria Público-Privada prevê a implantação, operação e manutenção direto das centrais para a geração distribuída de energia solar destinadas às UBSs e outras unidades consumidoras que sejam vinculadas à Secretaria Municipal de Saúde.

Vantagens econômicas

O consórcio Sol da Saúde também será responsável pelos trâmites junto à distribuidora para realizar todas as conexões necessárias com a estrutura de rede elétrica, incluindo os serviços de operação e manutenção da ‘fazenda’ de energia solar.

A energia que for gerada pela estrutura será inserida na rede elétrica da distribuidora e abastecerá também outras unidades da cidade de São Paulo, que ainda não possuem usinas de energia solar fotovoltaicas.

A Prefeitura de São Paulo ganhou a licitação através de uma concorrência internacional, cujo critério de julgamento foi analisar e conferir qual a melhor proposta e o menor valor de contraprestação a ser paga mensalmente, pois o limite máximo é de R$ 400 mil ao mês, ou seja, R$ 4,8 milhões por ano. Segundo Alex Novais, gerente de Novos Negócios da Quantum Participações, uma outra grande vantagem, além das questões de preservação ambiental, é que o projeto visa uma melhora econômica também.

Prefeitura de São Paulo cria projeto ‘Energia Limpa’

Para complementar a Parceria Público-Privada no processo de implantação da fazenda solar no Aterro Bandeirantes, Zona Norte de São Paulo, a Administração Municipal incrementou com o projeto ‘Programa Energia Limpa’, onde serão desenvolvidos diversos estudos voltados à implantação, gestão, operação e também manutenção de usinas de energia solar para geração distribuída, além da implantação de medidas de eficiência energética nos prédios da Secretaria da Educação.

Com a aposta em fontes de energias renováveis e na geração distribuída através das usinas de energia solar, a Prefeitura de São Paulo entra na fila de alinhamento às preocupações mundiais, como as mudanças climáticas, e também se preocupa com a urgência em querer reduzir as emissões dos gases de efeito estufa, assim como foi pautado na reunião das Conferências da ONU sobre o Clima (COP) e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.