Preço dos combustíveis depende da oscilação do mercado, diz Petrobras.

Preço dos Combustíveis
 

Preço dos combustíveis depende da oscilação do mercado, diz Petrobras. Aumento do uso das refinarias causou queda das exportações de petróleo.

A estatal Petrobras volta a confirmar que não é a responsável por ditar o preço dos combustíveis. Os mesmos sofrem variação de acordo com as condições do mercado e suas oscilações. Ao utilizar suas refinarias a Petrobras causou importante queda das exportações do petróleo pelo país. Tal cenário é mostrado em sua retomada da participação do mercado interno para oferta de combustíveis.

[adrotate banner=”10″]

Concorrentes da estatal terminam desestimuladas a continuar com as importações devido a Petrobras colocar em prática seus preços abaixo do nível de importação, confirmam importadoras e diversos profissionais especializados em análise de mercado.

2,176 milhões por dia

Com poder de processar 2,176 milhões de barris por dia (bpd) a Petrobras não entrou em detalhes sobre o fator de utilização de suas refinarias. As vendas de diesel nas distribuidoras sofreu uma queda de 0,6% acompanhando a queda de 11,1% na venda de gasolina, diz ANP. O valor d queda de todos os combustíveis juntos computou 1,1%.

O pior cenário de recessão na economia de todos os tempos trouxe grande impacto na demanda de combustíveis, segundo afirmação de Alexandre Szklo, professor de Planejamento Energético da Coppe/UFRJ.

Não podemos deixar de falar da tão falada greve do caminhoneiros a qual contribuiu na queda das vendas.

No sexto mês do ano foi necessário aumentar o refino de petróleo nacional, se comparado a maio deste ano, o qual foi ocasionado devido ao aumento da procura por este tipo de produto. A exportação de petróleo foi diminuída em consequência dessa demanda, de acordo com informação da Petrobras.

[adrotate banner=”11″]

Importações em queda

Com a prática de colocar preços abaixo da paridade de importação, empresas internacionais, independentes, encontram dificuldades em continuar com suas operações no Brasil. Tal prática inviabiliza essas companhias, que tanto investiram em infraestrutura, por não conseguirem rentabilidade por causa dos preços. Tal afirmação foi feita pelo presidente da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom).

Como consequência da greve dos caminhoneiros e acordo firmado pelo governo em Junho/2018, também contribui para as dificuldades de importação de combustíveis, afirma a Abicom – Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis.

A redução dos preços do combustível, de acordo com programa do governo, ressarce as importadoras e refinarias em até R$ 0,30 (trinta centavos)/litro.

[adrotate banner=”12″]

Atividades de importação interrompidas

A inviabilidade de operação, diante da queda dos preços de importação praticado pela Petrobras, fez com que Importadoras independentes, interrompessem suas atividades.

 

Outras notícias importantes:

[adrotate banner=”14″]

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior