Início No Rio de Janeiro, Porto Sudeste realiza primeira operação de double banking

No Rio de Janeiro, Porto Sudeste realiza primeira operação de double banking

19 de julho de 2022 às 14:50
Compartilhe
Siga-nos no Google News
rio de janeiro - porto - No Rio de Janeiro, Porto Sudeste realiza primeira operação de double banking
Imagem Porto Sudeste

A operação de double banking realizada consiste na transferência entre navios atracados, um ao lado do outro, de óleo cru produzido em campos offshore

O Porto Sudeste concluiu, na terça-feira (12/7), a primeira operação de granéis líquidos (Double banking) no terminal. A transferência de 950MBbl (mil barris) de óleo cru do navio aliviador Live Knutsen para o exportador Moscow Spirit durou cerca de 24 horas. O processo foi acompanhado pela Marinha do Brasil, Delegacia da Capitania dos Portos de Itacuruçá, Autoridade Portuária e Aduana do Porto de Itaguaí.  

“A primeira operação foi bem sucedida, com eficiência e 100% segura operacionalmente. Já temos um pipeline para os próximos meses. É mais um portfólio de cargas que integramos ao cenário regional, firmando ainda mais o Porto Sudeste como um terminal multicargas. Nacionalmente, representa mais uma opção de logística para a infraestrutura do país. O próximo passo é aumentar nossas operações, torná-las relevantes não apenas para o Estado do Rio de Janeiro, mas para todo o Brasil”, comentou Fabiana Durant, Gerente de Operação com Granéis Líquidos do Porto Sudeste. 

Artigos recomendados

Assista ao vídeo abaixo e conheça a Porto Sudeste

A operação de double banking realizada consiste na transferência entre navios atracados, um ao lado do outro, de óleo cru produzido em campos offshore, garantindo maior eficiência ao transporte do petróleo que é explorado em alto-mar. Isso evita os longos deslocamentos dos navios, promovendo a redução de custos operacionais.  

A prática vem crescendo no Brasil gradativamente, com o aumento da produção de petróleo no país. Segundo as estimativas da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a produção nacional de petróleo deve saltar 53,8% até 2031, passando de 3,36 milhões de barris/dia para 5,17 milhões. A previsão é que dois terços da produção nacional sejam exportados em 2031. 

“O Porto Sudeste sempre esteve atento às movimentações do mercado, e percebemos que tínhamos uma boa oportunidade para expandir nossas atividades, impulsionando ainda mais as operações portuárias no país. Nossa localização em águas abrigadas e com baixa variação de maré permite que a operação de transbordo a contrabordo seja realizada de forma segura, sem interferências causadas por variações climáticas”, explicou Jayme Nicolato, CEO do Porto Sudeste.  

O terminal é considerado um dos mais eficientes do Brasil, com infraestrutura necessária e profissionais especializados para conduzir as operações com granéis sólidos e líquidos. Atualmente, o Porto Sudeste tem capacidade para movimentar até 50 milhões de toneladas. A operação de óleo ocupará a capacidade ociosa, podendo movimentar até 13 milhões de toneladas/ano. Os granéis sólidos, especialmente o minério de ferro, seguem como atividade principal do Porto Sudeste. 

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes