Na Bahia, estaleiro ENSEADA assina contrato e inicia operação de cais Multipropósito

estaleiro ENSEADA Bahia

O estaleiro ENSEADA na Bahia anunciou ontem, 10, a aquisição de um novo contrato e inicia operação de mais um cais Multipropósito

O contrato assinado pelo estaleiro Enseada na Bahia foi com a empresa SeaSeep – Oil&Gas Data Acquisition e marca o inicio das operações do Cais Multipropósito Nº 4.  Explosão de empregos onshore a vista! Petrobras vende 34 campos de petróleo no Rio Grande do Norte para PetroRecôncavo por US$ 266 milhões.

O Cais Multipropósito Nº 4 é designado para trabalhos de reparos navais, layup e operações portuárias.

O Cais Multipropósito Nº 4 possui comprimento de 270m, largura de 35m, calado de 13m e resistência de 60ton/m², além de dispor de um JIB Crane de 70ton para manuseio de cargas.

Em outubro o estaleiro pediu  recuperação judicial

Oestaleiro Enseada Indústria naval (EIN), localizado no município de Maragogipe, na Bahia, pediu recuperação judicial devido a dívidas de cerca de R$ 2,3 bilhões.

A empresa que não vinha medindo esforços para superar seus desafios empresariais e financeiros desde o final de 2014 e estava em recuperação extrajudicial desde 2017.

O plano foi solicitado contando que encomendas fossem feitas nesse período e viessem a manter o estaleiro honrando seus compromissos, mas tal fato não se concretizou.

Vale lembrar que o estaleiro Enseada participou da concorrência da Marinha do Brasil para a construção de quatro Corvetas, que teve como vencedor o consórcio Águas Azuis do qual o estaleiro construtor será o Oceana de Itajaí.

Ao entrar em recuperação judicial, o estaleiro da Bahia, espera conseguir reestruturar os passivos, “A medida possibilitará a implantação de uma reestruturação financeira definitiva, de forma coordenada, segura e transparente, permitindo a continuidade das suas atividades operacionais e de sua função social de garantir e gerar empregos. A empresa segue normalmente com suas atividades”, diz o comunicado.

O Enseada foi o maior investimento privado da Bahia nos últimos 15 anos e sua construção, embora não tenha sido terminada, demandaram cerca de de R$ 3 bilhões.

O estaleiro que no auge de sua construção empregou mais de nove mil trabalhadores foi imensamente afetado pelo cancelamento
dos contratos de seis sondas contratadas pela Sete Brasil.

 

TENHA UM CV ESPECÍFICO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS

Você gostaria de ter um currículo desenvolvido especialmente para uma vaga no meio marítimo, em plataforma, offshore ou cabotagem? Adquira seu currículo offshore formatado e específico aqui📄
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.