Grupo de grandes empresas, liderado pela Shell, criam força-tarefa para aumentar a participação e competitividade do hidrogênio no Brasil

Valdemar Medeiros
por
-
26-07-2021 12:08:30
em Energia Renovável
Shell - hidrogênio - empresas - competitividade Usina de hidrogênio – créditos: Enegix Energy

Pensando em uma maior sustentabilidade, um grupo de grandes empresas, liderado pela Shell, planejam apresentar estratégias para aumentar a participação e a competitividade do Hidrogênio no país antes da COP26

Com a necessidade do uso de fontes renováveis para a descarbonização, o hidrogênio verde surge com um papel essencial na matriz energética global. Sendo assim, um grupo de empresas liderado pela Shell, criou uma força tarefa para apresentar um plano de ações para implementar projetos e aumentar a competitividade da fonte no país.

Leia também

Grupo de empresas se pronunciam

Vale ressaltar que o plano de ação deverá ser apresentado antes da Conferência sobre Mudanças Climáticas da ONU (COP26). A missão é gerar estratégias para conquistar a tão sonhada neutralidade das emissões globais de gases poluentes, aumentando a competitividade e participação do hidrogênio, que tem um papel importante na transição para a economia de baixo carbono.

Segundo o comunicado do grupo de empresas liderado pela Shell a força-tarefa pretende gerar um modelo para um ecossistema de hidrogênio que utilize tanto projetos de longo prazo em escala de utilidade, quanto projetos de curto prazo em escala industrial.

A notícia ressalta ainda que o CEO da Shell, Ben Van Beurden, considera que a versatilidade do hidrogênio como transportador de energia será fundamental para o setor elétrico, porém isso depende da sua competitividade econômica e viabilidade.

Conheça as empresas que pretendem aumentar a competitividade e a participação do hidrogênio

O grupo conta com diversos representantes da BP, Toyota Motor Europe, Siemens Energy, Anglo American, Cummins, Bank of America, Fortescue Metals Group, ITM Power, Hydrogen Council, Linde, Macquarie e 8 Rivers Capital, além da Sustainable Markets Initiative (SMI).

Vale ressaltar que as grandes oportunidades para a geração de hidrogênio vem de países que contam com matrizes energéticas renováveis, como é o caso do Brasil, que já divulgou que anunciará em breve as diretrizes para o Plano Nacional do Hidrogênio, o que ajudará a estimular esse mercado.

Pelos seus aspectos nacionais, o Brasil possui diversas vantagens para a geração de hidrogênio como, por exemplo, a disponibilidade de gás natural liquefeito (GNL) para a produção do hidrogênio “azul” ou “marrom”, e também a capacidade de geração de energia renovável relevante com uma potencial expansão e preços competitivos.

Conheça as vantagens do Hidrogênio

Além de não emitir gases poluentes, o hidrogênio possui diversas vantagens. Confira a seguir algumas delas:

  • Não é tóxico
  • Possui uma Grande densidade energética
  • É um dos elementos mais abundantes no Universo
  • Não aumenta a poluição sonora
  • Uma ótima fonte para auxiliar a economia dos países.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe