GeekHunter aponta que as vagas de emprego no ramo da tecnologia aumentaram em 136% em 2021

vagas de emprego, tecnologia, GeekHunter Foto: Reprodução Adobe Stock




O startup de recrutamento, GeekHunter, aponta também que a estimativa é que mais 15 mil vagas de emprego em tecnologia sejam abertas em 2022

O setor da tecnologia apresentou uma recuperação rápida após os impactos da pandemia. De acordo com a GeekHunter, no ano passado o número de vagas de emprego em aberto no ramo da tecnologia aumentou em 136% em comparação a 2020, sendo que mais de 90% são para trabalho remoto. Já as contratações efetivadas apresentaram um acréscimo de 182%.

Com base nesses resultados, pode se comprovar que o ramo da tecnologia é o que mais vem se recuperando e gerando vagas de emprego. A estimativa é que somente na base da GeekHunter, sejam abertas mais de 15 mil vagas de emprego ao longo deste ano.

Artigos recomendados

De acordo com o CEO e fundador da GeekHunter, Tomás Ferrari, “Hoje, empresas tradicionais e diversas áreas como marketing e vendas, cujo core business não é o de tecnologia, ampliaram suas demandas e também enxergam a necessidade de ter desenvolvedores em suas equipes para suportar sua transformação digital.” Dessa forma, os profissionais de TI que antes eram restritos a empresas de tecnologia, começaram a ser ainda mais procurados por outros setores, criando ainda mais demanda.

Apesar da grande quantidade de vagas de emprego, o mercado da tecnologia ainda enfrenta a escassez da mão de obra, que tem como consequência a alta da média salarial dos profissionais de tecnologia.

Segundo o Jornal Contábil, os profissionais desenvolvedores especializados em Back-end tiveram o maior aumento na média mensal no ano passado, com salários que passam dos R$ 7,7 mil, o equivalente a 10,03%. Em seguida vem o Full Stack, com aumento de 8,67%, Mobile com 5,58%, ciência de dados com 3,25% e Front-end 2,83%. Os salários que já registram maior alta em 2022 são para os profissionais mobile. A média salarial passou de R$ 7,5 mil no ano passado para R$ 10,1 mil nos primeiros meses de 2022, uma alta de quase 34%. 

Vagas de emprego remotas e demanda pela língua inglesa

A pesquisa da GeekHunter mostrou que mais de 90% das vagas de emprego abertas em tecnologia no ano passado foram para home office. Em 2019, apenas 25% das vagas de emprego que aceitavam trabalho remoto. Outro levantamento feito pela GeekHunter, apontou que 55% dos profissionais pediriam demissão caso a empresa não mantivesse a modalidade remota, adotado em grande escala com a pandemia.

De acordo com o CEO, o trabalho remoto já não é uma questão de escolha das empresas, e sim dos candidatos. Caso as empresas não se adaptem a esse novo cenário, ela possui grandes desafios de atrair grandes talentos e fica limitada a um público pequeno que está disponível para vagas de emprego presenciais. O modelo remoto também amplia as chances de encontrar bons profissionais independentemente do local de atuação.

A GeekHunter também apontou uma alta na demanda por profissionais com domínio na língua inglesa, níveis intermediário e fluente. A empresa destaca que com o home office, as vagas de emprego para o exterior também se ampliaram e, consequentemente o inglês passa a ser algo fundamental.

Naves do Conhecimento disponibilizam 13 mil vagas em cursos gratuitos online nas áreas de tecnologia, informática e empreendedorismo

A Naves do Conhecimento anunciou a abertura das inscrições para 13 mil vagas em cursos gratuitos online em diversas áreas como tecnologia, empreendimento e informática no Rio de Janeiro. As formações serão ministradas na modalidade híbrida, ou seja, de forma presencial e online. Os alunos dos cursos online contarão, também, com oficinas e palestras gratuitas na programação disponibilizada no mês de maio. Para saber mais, confira essa matéria na íntegra clicando aqui.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos