Gasoduto offshore que será construído pela Equinor, ligará FPSO até o Terminal Cabiúnas, em Macaé, trará negócios e empregos na região

Valdemar Medeiros
por
-
09-04-2021 19:56:56
em Petróleo, Óleo e Gás
Gasoduto - offshore - Equinor - Macaé - empregos Colaborador da Equinor – Fonte: Divulgação

Este conteúdo foi feito com base em uma entrevista realizada pelo site Petronoticias

A petroleira Equinor dá detalhes sobre a construção do gasoduto offshore que ligará o FPSO gerando empregos na região de Macaé

A empresa norueguesa Equinor, anunciou uma boa novidade para a Bacia de Campos e seu entorno com a ideia do gasoduto offshore que poderá gerar novas oportunidades de negócios, empregos e muito mais na região de Macaé. Ela decidiu recentemente o conceito de desenvolvimento da área. E um dos pontos principais do empreendimento da Equinor será a construção de um gasoduto offshore, que irá ligar o navio-plataforma (FPSO) do campo até uma instalação de recebimento de gás no Terminal Cabiúnas, em Macaé (RJ).

Leia também

Letícia Andrade, presidente da Equinor Brasil, no Backstage Rio Oil & Gas 2020

Entenda como irá funcionar o processamento do gasoduto que será construído pela Equinor trazendo empregos em Macaé

O gás será processado no FPSO e escoado, já de acordo com as especificações para venda. A Equinor disse que essa foi a melhor solução econômica para o projeto de gasoduto offshore em Macaé.

Segundo a petroleira, não existe precedente no Brasil de processamento do gás offshore e as perspectivas de novas oportunidades de negócios para a cadeia brasileira de fornecedores são promissoras. Praticamente, ela deseja que os seus fornecedores atuem com segurança, qualidade, no prazo, e de forma competitiva e sustentável.

O BM-C-33 Bacia de Campos é um ativo de Grande volume de gás, e para desenvolvê-la, é necessária uma solução de escoamento, pensando nisso a Equinor optou pela construção deste gasoduto, que levará o gás do FPSO até a costa.

Lei do gás

A aprovação da Lei do Gás, nos termos do texto, proposto pela Comissão de Minas e Energia, é um marco de suma importância no processo de transição para um mercado de gás aberto e competitivo em Macaé, além de demonstrar que a liberação do mercado de gás é um elemento importante na agenda do Governo para atração de novos investimentos e promoção de desenvolvimento econômico do país, como o do gasoduto na Bacia de Campos.

Não existem impactos diretos da Equinor, porém sua aprovação vem em um excelente momento, sabendo que o  Brasil é um mercado central para os investimentos da empresa como, por exemplo, a da Bacia de Campos.

Sobre a Equinor

Ela é a maior operadora Norueguesa, sendo uma das maiores que operam em offshore mundialmente. Eles somam cerca de 20.000 pessoas desenvolvendo petróleo, gás, energia solar e eólica, isso tudo em mais de 30 países.

A empresa é comprometida em estabelecer novos padrões industriais no quesito de fornecimento de energia. Segundo dados, diariamente os produtos da empresa distribuem energia para mais de 170 milhões de pessoas ao redor o mundo.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.