Início Estados do Brasil registram alta de acidentes elétricos no país com adultos de 31 a 40 anos; veja o ranking e as principais causas

Estados do Brasil registram alta de acidentes elétricos no país com adultos de 31 a 40 anos; veja o ranking e as principais causas

13 de maio de 2022 às 08:43
Compartilhe
Siga-nos no Google News




Estados de São Paulo, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Minas Gerais são os que mais registraram acidentes elétricos em 2021

São Paulo, 11 de maio de 2022 – Os acidentes elétricos tiveram um aumento significativo em 2021 e o estado de São Paulo foi o que mais registrou incidentes, com 59 casos. Em segundo lugar está Pernambuco, com 49 acidentes envolvendo energia elétrica. Em terceiro, estão Minas Gerais e Rio Grande do Sul, ambas com 41 casos. O choque foi a causa principal, seguido de incêndios.

No entanto, de acordo com a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em seu anuário 2021-2022, quando analisam-se os casos por região, o Nordeste está no topo, com 242 casos registrados, sendo Pernambuco, Bahia e Paraíba os estados que estão na frente. Em seguida, vem a região Sudeste com 129 acidentes, a região Sul com 110 casos, a região Norte com 107 registros, e Centro-Oeste, com 106.

Artigos recomendados

Em números gerais, o ano de 2021 teve 1.579 acidentes elétricos. Destes, 898 envolveram o choque elétrico, ou seja, uma média de 75 casos a cada mês do ano, com diferentes níveis de gravidade. Além disso, houve 674 óbitos causados por choque. Os incêndios por curto-circuito tiraram a vida de 46 pessoas, e as descargas por raios, de 40 pessoas.

Houve alta de acidentes elétricos, mas redução de fatalidades no ano de 2021, em comparação a 2020

Os registros de 2021 também trazem informações curiosas. Embora haja um aumento de acidentes elétricos em comparação ao ano anterior de 2020, o número de fatalidades, ou seja, de mortes em decorrência dos casos, reduziu. Mesmo assim, não há motivos para comemorar. Afinal, a passagem de corrente elétrica pelo corpo, que acontece no choque elétrico, pode trazer consequências desastrosas e incapacitantes, mesmo que a morte não seja consumada.

É importante prestar atenção nas instalações, principalmente depois da pandemia, que deixou as pessoas mais tempo em casa e em maior contato com a eletricidade. Dessa forma, a maioria das ocorrências foi registrada em ambiente doméstico, com 190 casos. Esse registro fica atrás apenas de acidentes elétricos envolvendo rede aérea de distribuição de energia elétrica, com 297 ocorrências.

Com a convivência mais frequente dentro de casa, as pessoas passaram a entender a importância de manter boas instalações como forma de proteger a família. Isso também fez com que muitos buscassem a instalação de novos paineis e até da fiação, para garantir uma maior segurança. Especialistas afirmam que ter um bom painel elétrico, como demonstrado abaixo, evita diversos acidentes elétricos fatais.

Engenheiro mostra painel elétrico que pode evitar acidentes ainda mais graves | Fonte: EngeRey Paineis Eletricos

O relatório demonstrou que adultos entre 31 e 40 anos são os mais propensos a sofrer acidentes envolvendo energia elétrica

O relatório da Abracopel apontou que os adultos entre 31 e 40 anos são os que mais têm chance de sofrer acidentes envolvendo energia elétrica, especificamente de choque elétrico. Afinal, foram registrados 215 óbitos nessa faixa etária de pessoas em distintos segmentos de atuação profissional. Todavia, os estudantes são mais propensos do que os operários, contando com registros de 77 e 52 mortes respectivamente, em 2021.

Mas como explicar isso? Porque essa faixa etária é uma das que mais toma a frente para fazer as manutenções elétricas da casa, sem contatar um profissional qualificado, que faz a Análise Preliminar de Riscos (APR) antes de mexer na fiação. Ou seja, o principal motivo para os acidentes é a falta de conhecimento sobre os riscos e as instruções para manutenção.

Descubra como evitar acidentes elétricos

Segundo Fábio Amaral, diretor e engenheiro eletricista da Engerey, é essencial que toda residência tenha instalado o Dispositivo Diferencial Residual (DR), pois ele garante a segurança da rede com o aterramento e condutores de proteção. O que traz um ponto de esperança é que, após a pandemia, as pessoas estão mais conscientes da importância desse dispositivo e estão buscando sua instalação.

Esse dispositivo é primordial porque consegue identificar falhas e inconsistências no sistema elétrico a ponto de desligá-lo e interromper qualquer risco de choque elétrico. Todavia, é importante buscar um profissional qualificado para executar serviços envolvendo energia elétrica, pois ele realiza a Análise Preliminar de Riscos e desenvolve seu trabalho com segurança. O vídeo abaixo traz mais dicas de como evitar acidentes com instalações elétricas doméstricas.

Como evitar acidentes domésticos envolvendo energia elétrica | Fonte: Hoje em Dia (TV Record)


Relacionados
Mais recentes