Empresa Siemens mira o setor de óleo e gás brasileiro para nova demanda de produtos

Empresa Siemens
 

Com evolução de tecnologia, soluções e estratégias esse crescimento da Siemens é um salto na evolução do setor

Após renovação da Repetro, a multinacional Siemens enxergou uma oportunidade para aumentar os fornecimentos de soluções produzidas em sua fábrica de Santa Barbara d’Oeste em São Paulo. Conforme o diretor de Petróleo e Gás da companhia no Brasil Claudio Makarovsky, a estratégia é estender o escopo de produtos fabricados em sua empresa. Além de oferecer o skid de compressão, também oferecem o módulo. Realizando parcerias com os estaleiros para fabricação de módulos, o executivo explicou ainda que a empresa pretende dar a opção de alugar equipamentos e 30 anos de manutenção.

Makarovsky afirma que deverão ser definidas nos próximos meses e início do ano que vem, a participação da empresa em concorrências de cinco plataformas. Há novidades para 2019, como pelo menos mais duas plataformas do campo de Libra, o projeto Carcará e novos projetos de outros operadores.

Além da Tecnologias que estão amadurecendo no mercado óleo e gás como o Subsea Power Grid, a empresa está apresentando ao mercado soluções em conteúdo local de forma competitiva, em função das novas políticas de Repetro. Conseguindo chegar ao preço internacional, estando inclusive, desafiando alguns fornecedores a voltarem ao mercado.

O Subsea Power Grid, é um JIP que traz energia controlada para o leito marinho. No caso de poços satélites por exemplo, uma plataforma ao invés de se instalar em cima do poço, com esta tecnologia é possível descer um único umbilical e distribuir toda a energia.

As novidades são na área de digitalização e algumas parcerias de um ramo da Siemens, denominado Next 47 que é um acelerador de startups. Deste grupo em questão eles trouxeram um sistema de proteção de ciberataques. “O grande foco tem sido a digitalização, trouxemos um parceiro que colocou dentro de uma válvula, a internet das coisas, isto é, ele consegue detectar vazamentos, ruídos e transmitir tudo isso pela nuvem” informou o diretor sobre mais este avanço do programa da Siemens chamado MindSphere.

Outro produto apresentado pela empresa é o Mind Twin, que integra vários silos que são naturais da indústria do petróleo, onde os donos do dado não compartilham essas informações. Este produto permite monitorar completamente um banco de dados, desde a manutenção, operação, gestão de ativos e fase de projetos.

Com aumento deste escopo e as inovações que a Siemens está apresentando, além do interesse de empresas como a Petrobras que acabou de criar uma gerencia geral de transformação digital, incentivado e aumentando suas expectativas para o mercado de Petróleo e Gás são os mais prósperos possível.

Vagas na área administrativa na CEPEM

The following two tabs change content below.
Sheila Soares

Sheila Soares

Formada em Técnico de Logística, com experiência em operações logísticas, técnica de materiais e com amplo conhecimento no mercado petrolífero, industrial e engenharia.