Início Elon Musk: Executivo confirma a demissão de 10% dos funcionários assalariados da Tesla, sua empresa automotiva

Elon Musk: Executivo confirma a demissão de 10% dos funcionários assalariados da Tesla, sua empresa automotiva

23 de junho de 2022 às 22:33
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Musk, Tesla, demissão
Imagem de Blomst / Fonte: Pixabay

A demissão dos funcionários da Tesla simboliza uma redução de 3,5% no quadro total de funcionários da empresa do bilionário Elon Musk

Elon Musk, presidente da empresa automotiva Tesla, confirmou que a firma vai limitar o número de funcionários assalariados em 10% nos três meses sucessivos. De acordo com cálculos feitos pelo executivo, a demissão dos funcionários correspondem a uma drenagem de 3,5% no plano geral de funcionários.

Em entrevista cedia à Bloomberg, Musk relatou que a demissão dos funcionários aconteceram porque a ascensão da categoria de profissionais foi mais acelerada do que o previsto. A proposta do executivo, atualmente, é ampliar o número de profissionais que recebem por hora na sua empresa.

Artigos recomendados

Musk afirma ainda que, em até um ano, a sua proposta é aumentar o quadro total de funcionários da Tesla, e, também reitera que a demissão dos funcionários de agora não será significativa para a empresa.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

A Tesla vem percorrendo um processo de expansão, indo em direção à Austin, no Texas. Espalhados pelo mundo, a companhia possui cerca de 100 mil funcionários.

Demissão de funcionários da Tesla já vinha acontecendo

Diante de polêmicas ligadas à demissão dos funcionários da Tesla, que vêm acontecendo há algum tempo, a empresa está enfrentando alguns processos na Justiça, decorrentes das demissões frequentes. Tendo como exemplo o caso de dois trabalhadores de uma fábrica de baterias da Tesla, em Nevada, ambos afirmam que a empresa não cumpriu o requisito de notificação de 60 dias para avisá-los sobre a demissão.

Ao ser questionado sobre o assunto, Musk disse que não irá perder tempo com processos que, de acordo com ele, não possui legitimidade.

Ainda que controverso, especialistas declaram que as decisões de Musk, incluindo a demissão dos funcionários, influenciam diretamente o mundo corporativo. O executivo está participando da compra do Twitter, está desenvolvendo a SpaceX com voos ao espaço, opera satélites da Starlink para ofertar, dentre outras funcionalidades, internet em áreas remotas, além de desenvolver carros elétricos na Tesla.

Em relação a concorrência, Musk acredita que a Tesla possui seu lugar garantido e não pensa em concorrentes. Para ele, a empresa possui longas filas de espera e que o desafio atual é adequar as cadeias de suprimento à capacidade de produção.

Elon Musk impõe regra impressionante aos funcionários da Tesla, recentemente

Elon Musk, presidente-executivo da Tesla, solicitou aos funcionários da empresa, na semana do dia 03 de junho, que retornassem ao escritório ou, pelo contrário, estariam sujeitos à demissão, conforme um e-mail interno que a Reuters teve acesso.

De acordo com um e-mail enviado por Musk aos seus funcionários, ele diz que todos os empregados da Tesla possuem a obrigação de estar, pelo menos, 40 horas no escritório da empresa semanalmente. Ainda, o executivo diz no e-mail que se os funcionários não comparecerem ao escritório ele irá considerar que estes renunciaram sua vaga de emprego e, que quanto maior for seu nível de função na empresa, maior deve ser sua presença na mesma.

Ainda, além disso, Elon Musk ainda completou dizendo que se não fosse as horas que ele passou na fábrica trabalhando a Tesla já teria falido há muito tempo.

De acordo com um levantamento da agência de notícias, duas fontes validaram a autenticidade do e-mail citado acima. Quando questionada, a Tesla não se retratou diante das polêmicas que está envolvida.

Dias depois do recebimento do e-mail, Musk confirmou a demissão de ao menos 10% dos funcionários da montadora. Como dito acima, em torno de 100 mil pessoas possuíam vínculo empregatício com Tesla e em suas subsidiárias, no final de 2021, de acordo com um documento anual disponibilizado pela empresa.

Relacionados
Mais recentes