Construção naval nacional entrega mais uma embarcação

Construção naval nacional

Empresa de navegação carioca coloca em operação sua primeira embarcação construída com recursos próprios e traça metas ousadas no transporte de cargas

Mais um motivo de orgulho para a construção naval nacional, a Posidonia Shipping está recebendo e colocando em operação sua primeira embarcação construída com recursos próprios. O navio Posidonia Bravo representou um investimento de US$ 17 milhões da companhia e foi construído no Rio Grande do Sul.
A embarcação tem capacidade para transportar 2,7 mil toneladas a a expectativa da companhia é aproveitar a crescente demanda de cargas especializadas para os projetos de infraestrutura que estão por vir no país.

o “Posidonia Bravo”, uma embarcação do tipo multi-propósito, é provida de um sistema de descarte sustentável e bombas de dragagem com capacidade de 55 mil metros cúbicos diários e está afretada sob um contrato de cinco anos, mas o nome do cliente não foi revelado pela companhia.
Com a entrada em operação do navio a Posidonia e de outros projetos a companhia tem a meta de terminar o ano de 2019 com o registro de transporte de 1 milhão de toneladas.

Outros projetos da companhia

Além da embarcação “Posidonia Bravo”, A Posidonia Shipping também está investindo em obras de upgrade da balsa “Santa Maria”, embarcação para carga geral, a fim de adapta-la ao transporte de carretéis de umbilicais na cabotagem e a encomenda é motivo de confiança na construção naval nacional.
De janeiro a junho deste ano, a empresa transportou um volume de cargas de cerca de 500 mil toneladas e meta traçada é de alcançar um milhão de toneladas até o final do ano.

Sobre a empresa

A Posidonia atua em cinco segmentos estratégicos: armação, administração e operação de navios (ship management); transporte feeder de contâineres; transporte de granéis sólidos e líquidos; transporte de carga geral e veículos e operação de apoio marítimo.
A empresa está engajada em lutas judiciais em relação as regras vigentes de afretamento de embarcações e o que chama de concentração de mercado na cabotagem.

A companhia nasceu em julho de 2010 na cidade do Rio de Janeiro, mas deu início às operações em abril de 2013. A empresa emprega hoje cerca de 100 funcionários, entre pessoal embarcado e em solo. Entre os principais clientes figuram nomes de peso como Raízen, Trafigura, DHL, Deugro, Bertling e MSC.

Fonte: Portos e Navios e site oficial da Posidonia Shipping

Leia também ! Petrobras diminui meta de produção para 2019 em busca de credibilidade !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)