Construção naval e setor de petróleo e gás podem voltar a crescer e gerar empregos no Rio de Janeiro

Roberta Souza
por
-
23-06-2021 15:43:15
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Rio de Janeiro – construção naval – petróleo – empregos Setor da construção naval/ Fonte: Portos e Navios

Na última semana, 11 grupos empresarias em diversos segmentos do Rio de Janeiro se reuniram para apresentar novos projetos e falar sobre a geração de empregos no estado

Na última quinta-feira (17/06), o presidente da república Jair Bolsonaro se reuniu com representantes de 11 grupos empresarias de diversos segmentos no estado do Rio de Janeiro, para a apresentação de novos projetos e empregos que possam ajudar na retomada da economia no estado. O Movimento Rio Produtivo, do qual os grupos empresarias fazem parte, apresentou uma carta ao presidente que cita os projetos nos segmentos da construção naval, petróleo, gás, infraestrutura e outros. Veja ainda: Indústria da construção naval tentará diálogo com o Governo Federal para retomar contratos Petrobras e voltar a gerar empregos

Carta entregue para Bolsonaro citando a retomada de empregos na construção naval e petróleo e gás, no Rio de Janeiro

Durante o encontro Movimento Rio Produtivo, uma carta foi entregue pela Presidente Angela Costa – ACRJ (Associação Comercial do RJ) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. Tal carta cita o diagnóstico da indústria da construção naval, petróleo e gás, no estado do Rio de Janeiro, apontando caminhos para que, em um curto prazo de tempo, possa ser possível gerar milhares de empregos.

A carta diz que é sabido que o estado do Rio de Janeiro possui ainda o maior polo de instalações da indústria da construção naval, reparo offshore do Brasil, tendo ainda condições ideais para constituir o maior parque desta fronteira offshore, realizando o descomissionamento de plataformas e desmantelamento de suas estruturas.

Foi citado ainda, na carta, que além das facilidades industriais da construção naval disponíveis no estado, o Rio de Janeiro tem proximidade geográfica, uma vez que grande parte das plataformas estão na Bacia de Campos. A proximidade entre a costa do estado e a região do pré-sal também é um ponto geográfico relevante, o que o coloca em condições ideais para sediar bases de apoio e dar o suporte necessário às empresas de petróleo e gás e/ou operadoras de apoio marítimo.

Foto do Encontro Movimento Rio Produtivo Fonte Projeto Emerge

Geração de empregos no estado com a retomada dos investimentos na construção naval e petróleo e gás

Foi ressaltado que no Rio de Janeiro há empresas em condições financeiras e operacional regulares, ao lado de outras empresas em recuperação judicial ou em processo de levantamento de falência, pois a crise atingiu e ainda atinge o mercado como um todo.

Em busca para a geração de novos empregos no Rio de Janeiro, a reativação do parque de construção naval do Rio de Janeiro poderia encerrar este ano de 2021 e abrir 2022 com um grande número de empregos abertos, entre 12 e 15 mil pessoas, formados por operários, técnicos, engenheiros, economistas, contadores e mais, concluí a carta.

Íntegra da carta apresentada ao presidente Bolsonaro Fonte Projeto Emerge

Veja também: Indústria naval – Construção de novas embarcações da Marinha, em estaleiros do Rio de Janeiro, pode abrir muitas vagas de empregos

A Comissão Especial de Indústria Naval e Offshore da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pela deputada Célia Jordão, se animou com a expectativa de geração de empregos com a construção de fragatas e navios-patrulha para a Marinha nos estaleiros do estado. Tal possibilidade foi discutida durante a durante visita técnica à Emgepron e ao Cluster Tecnológico Naval.

Representantes da empresa pública do Rio de Janeiro, que faz a gestão de projetos de construção naval, informaram que a Marinha precisa de 12 fragatas. Dessas, quatro já estão em construção no estado de Santa Catarina, com até 40% de contratação de conteúdo local. As demais obras poderão ser trazidas para o Rio de Janeiro, com potencial de geração de empregos no estado.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos