Com apoio da Petrobras, Estação brasileira na Antártica é reinaugurada

Petrobras Marinha Estação Antártica

Parceria entre a Petrobras e Marinha, por meio do Proantar, prevê apoio à pesquisa científica

Apoiada pela Petrobras por meio do Programa Antártico Brasileiro (Proantar) , a Estação Antártica Comandante Ferraz será reinaugurada nesta terça-feira (‪14/1), após ser parcialmente destruída por um incêndio há quase sete anos e operada pela Marinha do Brasil, a instalação é destinada a pesquisas científicas nas áreas ambiental, meteorológica, biodiversidade e química.

Você pode gostar

O diretor de Transformação Digital e Inovação da Petrobras, Nicolás Simone, explica que o acordo permite à companhia participar de pesquisas e ter acesso a informações que possibilitam o aprimoramento dos modelos de previsão meteorológica, de ondas e correntes marinhas utilizados pela Petrobras, diante da sensibilidade da região polar austral às mudanças climáticas globais.

Com a parceria entre Petrobras, por meio do seu Centro de Pesquisas (Cenpes) e a Marinha, são viabilizadas pesquisas, missões de pesquisadores e equipes para a região, compra de equipamentos para os navios e laboratórios, desenvolvimento de combustíveis especiais para o ambiente Antártico, entre outras atividades.

“A parceria com o Proantar existe desde 1987 e durante esse período foi desenvolvido um combustível resistente a temperaturas extremas menores que 40 graus negativos, aprimorado para diminuir o seu impacto ambiental com redução do teor de enxofre e melhora da qualidade de ignição e lubricidade”, ressalta Nicolás.

A estação tem 4,5 mil metros quadrados, 17 laboratórios e pode acomodar até 64 pessoas. A base também conta com um sistema de energia híbrido, voltado para a redução do consumo de diesel e consequente redução de emissões locais de gases de efeito estufa. O sistema complementar ao diesel possui oito geradores de energia eólica e 30 paineis fotovoltaicos.

Além do Proantar, a Petrobras apoia o Plano Setorial para os Recursos do Mar (PSRM), que viabiliza a pesquisa científica e a formação de recursos humanos na Amazônia Azul, e engloba o estudo e monitoramento dos recursos naturais, dos fenômenos oceanográficos e climáticos das áreas marítimas, englobando o ambiente offshore onde a Petrobras atua.

Petrobras lança série Limiar

A Petrobras exibirá uma série chamada “Limiar: Fronteiras do Conhecimento”, com mini-documentários que mostram os desafios do dia-a-dia em condições extremas e o limiar do conhecimento humano. O primeiro episódio, que entra no ar nesta terça-feira (‪14/1), conta o trabalho dos pesquisadores no continente antártico e a viagem até a Estação Antártica Comandante Ferraz. Os episódios poderão ser assistidos no portal Nossa Energia (www.petrobras.com.br/nossaenergia) e no canal da marca no YouTube.

Paulo Nogueira

About Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.