Montadora chinesa planeja investir R$ 4 bilhões e gerar mais de 2 mil novos empregos

Roberta Souza
por
-
19-08-2021 13:39:34
em Indústria e Construção Civil
Montadora – empregos – Great Wall Carros da fabricante chinesa Great Wall/ Fonte: Novo Varejo

Após compra da unidade da Mercedes-Benz em São Paulo, a montadora Great Wall projeta elevar capacidade da fábrica de 20 mil para 100 mil veículos

A Mercedes-Benz confirmou que fechou a venda da fábrica de Iracemápolis, no estado de São Paulo, para a montadora chinesa Great Wall. O acordo vinha sendo costurado e se tornou um rumor do setor no último mês. A empresa tem intenções de investir aproximadamente R$ 4 bilhões durante cinco anos para erguer um negócio quase do zero e gerar mais de 2 mil novos empregos. Veja ainda: Lamborghini estuda investir R$ 300 milhões em nova montadora em Santa Catarina. O plano prevê geração de 1.600 empregos diretos e indiretos

Os novos projetos com a chegada da montadora chinesa ao Brasil

A montadora planeja a construção de uma marca pouco conhecida pelos brasileiros à instalação de uma rede de concessionárias, hoje inexistente, para distribuir a maior parte dos 100 mil carros que a montadora pretende produzir um dia no país. Anderson Suzuki, diretor de produtos e estratégia da Great Wall na América do Sul, disse que estavam em fechamento do plano de negócios, e estudando oportunidades e segmentos onde tem melhor condição de competir.

Parte dos investimentos bilionários planejados pela montadora Great Wall no Brasil inclui o pagamento – de valor não aberto pelos dois lados envolvidos – da fábrica onde a Mercedes-Benz produzia automóveis premium. O negócio, como anunciado nesta quarta-feira, 18, engloba todo o pacote: prédios, equipamentos de produção e o terreno de 1,2 milhão de metros quadrados em Iracemápolis, no interior de São Paulo.

Aquisição da fábrica da Mercedes-Benz, no estado de São Paulo

A unidade da Mercedes comprada pela montadora Great Wall, foi projetada para montar no máximo 20 mil carros, mas a intenção dos chineses é elevar essa capacidade para 100 mil veículos. Uma parcela será exportada a mercados vizinhos do continente, mas, para se ter uma noção do tamanho da ambição da Great Wall, esse volume significaria mais de 4% do mercado atual de carros de passeio e utilitários leves se fosse completamente destinado ao Brasil. É algo que colocaria a novata perto do tamanho atual de marcas como Honda e Nissan.

Esperando ainda a transferência das instalações de Iracemápolis, o que deve ocorrer até o fim do ano, a montadora Great Wall não fala por ora sobre data de início da produção. Quando a fábrica estiver novamente ativa, a expectativa é de que empregue por volta de 2 mil novos empregos.

Veja ainda esta notícia: Montadora General Motors investirá R$ 5 bilhões e cerca 600 empregos poderão ser gerados em São Paulo

A montadora General Motors confirmou que vai trazer novos investimentos para a fábrica de São José dos Campos, em São Paulo, em cumprimento a acordo assinado com o Sindicato dos Metalúrgicos, em 2019. A confirmação foi feita em reunião entre a montadora e o Sindicato, com a previsão de que os investimentos sejam concluídos em 2023. Com os aportes, novos empregos podem ser gerados no estado.

De acordo com a montadora General Motors, há perspectivas de aumento de produção e novas contratações neste período. Este ano, já foram 400 trabalhadores contratados, podendo chegar a 600 empregos. Dentro do atual cenário, em que fábricas estão sendo fechadas na região, em São Paulo, o Sindicato vê a confirmação de investimentos pela General Motors como notícia positiva.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe