Início Cabotagem: um papel fundamental na estratégia logística que pode ajudar a reduzir o preço dos produtos em regiões remotas do Brasil

Cabotagem: um papel fundamental na estratégia logística que pode ajudar a reduzir o preço dos produtos em regiões remotas do Brasil

27 de julho de 2022 às 14:51
Compartilhe
Siga-nos no Google News
cabotagem - transporte - custos - amazonas - Manaus
Transporte por cabotagem – Imagem New-Nexco

Transporte de cabotagem reduz as distâncias, oferece maior segurança, menos avarias e menor custos.

É uma tarefa desafiadora conectar um país com expressiva proporção territorial como o Brasil! Infelizmente, ainda há várias regiões pouco acessíveis ao transporte rodoviário ou por trem no país e por isso, a Mercosul Line, armador brasileiro parte do Grupo CMA CGM, um player global em soluções marítimas, terrestres, aéreas e logísticas, opera a logística multimodal, utilizando a cabotagem como principal modal operacional para fornecer um serviço sem interrupções a seus clientes.

Atualmente, mesmo com os avanços tecnológicos, ainda existem populações que, por viverem longe de grandes centros, sofrem impactos negativos no abastecimento de itens essenciais para seu cotidiano. Segundo dados do Projeto Povos Ribeirinhos, uma iniciativa da Secretaria Geral das Missões (SGM) que visa apoiar ações que beneficiam à qualidade de vida das comunidades ribeirinhas brasileiras, 37 mil pessoas vivem isoladas, à beira dos rios que cortam o maior estado brasileiro, o Amazonas, cujo acesso só é viável de barco. Nesse cenário, a cabotagem assume um papel fundamental para atender às necessidades dos lugares mais remotos do país. 

Artigos recomendados

Valor dos produtos transportados por navio podem ser reduzidos em até 20% em relação ao transporte rodoviário

“O Brasil possui praticamente 8 mil quilômetros de costa litorânea, facilitando a escolha pela cabotagem como principal modal de conexão do país. Com isso, os custos dos produtos transportados através do navio podem ser reduzidos entre 15% a 20% em relação ao modal rodoviário. Isso pode impactar positivamente o custo de vida de toda uma região”, afirma Valter Branco, Gerente de Transportes Multimodais da Mercosul Line.

O acesso em boa parte do Amazonas é inviável pelos modais terrestres e, dessa forma, a logística integrada é primordial visando o fácil acesso ao Rio Amazonas. Além disso, a cabotagem tem como benefícios adicionais menos custo e mais sustentabilidade, já que ela emite, no mínimo, cinco vezes menos CO2 quando comparada ao modal rodoviário.

“Os nossos navios transportam grandes lotes de contêineres dos mais variados segmentos, atendendo os principais portos do Brasil. O avanço do estoque para os centros de distribuição permite que os pedidos dos clientes das áreas remotas sejam atendidos com maior agilidade e eficiência; por isso, o transporte de cabotagem tem participação fundamental na estratégia logística e de distribuição para atendimento das regiões que estão distantes dos centros urbanos e que possuem difícil acesso”, explica Alexandre Souza, Diretor Comercial da Mercosul Line.

O destaque do momento é o serviço NEXCO (Northeast Express Connection) que liga Santos e Suape de forma rápida, estimulando o crescimento da cabotagem entre esses portos e impulsionando a empresa a um franco crescimento, acima do mercado. “Crescer acima do mercado é a resposta que buscamos! Isso só nos mostra que estamos navegando em águas certas! Agradecemos o apoio e a confiança de todos os nossos clientes”, diz José Roberto Duque, CCO da Mercosul Line.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes