Bahia ganhará mais duas usinas eólicas com investimentos de 2 Bilhões de reais de empresa norueguesa

Bahia

Companhia norueguesa Statkraft adquiriu 2 empreendimentos no estado da Bahia em leilão de energia promovido recentemente pelo governo e prevê iniciar as obras no ano que vem

Começa a movimentação no mercado para por em prática os 91 projetos e 21,2 mil empregos oriundos no Leilão de energia A-6 do governo federal e no estado da Bahia já se inicia o planejamento dos empreendimentos da companhia norueguesa Statkraft.
A empresa foi uma das vencedoras de dois projetos eólicos, Ventos de Santa Eugênia (420 MW) e Serra de Mangabeira (75,6 MW) e pretende iniciar as obras entre o final de 2020 e início de 2021.

Segundo o diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios da Statkraft no Brasil, Talvani Nolasco Filho, “O investimento total, considerando o que temos de mercado hoje, algo em torno de R$ 4 milhões por MW, será de R$ 2 bilhões”.
As obras na Bahia devem durar cerca de dois anos e terminar entre 2022 e início de 2023.

O executivo da Statkraft falou também sobre as perspectivas otimistas de negócios no Brasil e sobre o objetivo de triplicar a capacidade instalada da empresa no país até 2025.
“Hoje, temos 450 MW instalados, entre projetos eólicos, PCHs e usinas hidrelétricas de maior porte. A ideia é triplicar a nossa capacidade instalada até 2025. Essa é a nossa previsão”, disse ele.

Sobre os projetos

O diretor da empresa norueguesa falou também sobre os investimentos nas duas usinas eólicas na Bahia, “Apesar de termos viabilizado 375 MW, esses dois projetos giram em torno de 500 MW de potência. O primeiro deles é um complexo de 420 MW e um segundo projeto de aproximadamente 80 MW. Do ponto de vista técnico, o projeto menor, Serra de Mangabeira, é praticamente uma ampliação de outro projeto que já operamos na Bahia. Já o Ventos de Santa Eugênia é um projeto novo que acabamos de fazer a aquisição. Esse empreendimento é parte de um complexo bem maior”, explicou.

A Statkraft tem jhoje no Brasil, 450 MW instalados, entre projetos eólicos, PCHs e usinas hidrelétricas de maior porte e quer continuar trabalhando para expandir os projetos que considerar rentáveis.

Leia também ! FPSO Cidade Vitória sob contrato Petrobras com demanda para profissionais de manutenção !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)