ANP solicita aprovação para realizar concurso público em 2022; Estão previstas 211 vagas entre cargos de nível técnico e superior

Paulo Nogueira
por
-
12-06-2021 09:10:56
em Concursos Públicos e Federais
Concurso Público Vagas ANP vagas técnico superior Crédito: iStock

Agência depende do aval do Ministério da Economia para oferecer 107 vagas para concurso público e 104 vagas para contratação temporária

Para a felicidade dos concurseiros que aguardavam ansiosamente por esta oportunidade há muitos anos, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis anunciou, em reunião da diretoria, no fim de maio, que um pedido de autorização para a realização de concurso público será encaminhado para o Ministério da Economia. 

A iniciativa tem como objetivo recompor o quadro de funcionários da agência; afinal, o último concurso aconteceu em 2015. É natural que, com o passar dos anos, as necessidades mudem, mas o número de servidores não vem acompanhando essa mudança – muito pelo contrário: de 2017 a 2020, o efetivo perdeu cerca de 72 funcionários. 

Marcelo Castilho, diretor substituto da ANP, afirma que a decisão foi tomada para suprir carências específicas da instituição. “Embora a ANP e a SGIP [Sistema de Gerenciamento da Integridade de Poços] trabalhem com muito esforço com o apoio do Ministério da Economia para trazer servidores de outros órgãos, inclusive do próprio ministério, há uma lacuna de competências específicas da carreira da ANP que não é suprida”, detalha.

O concurso

Esperado para 2022, prevê o preenchimento de 107 vagas de cargos técnicos, como Especialista em Regulação de Petróleo e Derivados e Gás Natural, Especialista em Geologia e Geofísica do Petróleo e Gás Natural, Analista Administrativo, Técnico em Regulação de Petróleo e Derivados e Gás Natural e Técnico Administrativo. 

O pedido da ANP para o Ministério da Economia também solicita autorização para a realização de um processo seletivo simplificado para a contratação temporária de 104 funcionários, com salário estimado de R$ 6,1 mil pelo limite de cinco anos, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público.


Se for aprovado pelo governo, o concurso da ANP tem a capacidade de oferecer ótimas oportunidades para todos os brasileiros; afinal, diferentemente de um concurso MT, SP, RJ, ou de qualquer outro órgão público de estados específicos, as vagas para a ANP abrangem todo o território nacional. 

Como as vagas são preenchidas atualmente?


O que a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis tem feito para suprir a força de trabalho que está prejudicada nos últimos anos é uma movimentação de servidores de outros setores públicos para a agência. Cerca de 23 funcionários da Infraero, por exemplo, foram mobilizados e hoje fazem parte da ANP. 

Salários, provas e vagas: saiba como eram nos concursos anteriores

O último concurso da ANP, que aconteceu em 2015, contou com a inscrição de mais de 29 mil pessoas para preencher um número muito menor de vagas do que está previsto para o ano que vem: 34 vagas de nível médio e técnico para as funções de Técnico em Regulação de Petróleo e Derivados, Álcool Combustível e Gás Natural e Técnico Administrativo.

Já a remuneração não foi muito diferente da prevista para os próximos selecionados. Os contratados através do certame de 2015 tiveram remuneração que variavam entre R$ 7.036,54 para técnico em regulação e de R$ 6.682,54 para técnico administrativo.

Na época, os candidatos foram avaliados pela banca Fundação Cesgranrio em duas etapas, com provas objetivas e redação, nais quais foram abordados conhecimentos básicos, como língua portuguesa, língua inglesa e noções de informática; e conhecimento gerais, que abrangeram temas como Direito Administrativo, Constituição da República Federativa do Brasil, Estrutura da Indústria do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível, Noções de Estrutura e Regulação da Indústria Petrolífera.

Já em 2012 a seleção contou com provas objetivas, discursiva, além da  avaliação de títulos.  Essa retrospectiva sobre o modelo das provas é importante para ajudar os interessados nas vagas a começar a se preparar antes mesmo da divulgação oficial das regras do certame.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.