Início AES Brasil se reestrutura para facilitar investimentos no mercado de energia renovável

AES Brasil se reestrutura para facilitar investimentos no mercado de energia renovável

5 de fevereiro de 2021 às 11:43
Compartilhe
Siga-nos no Google News
AES Brasil - investimentos - energia renovável
Torres eólicas

A produtora brasileira de energia AES Brasil espera triplicar sua capacidade de investimentos em energia renovável

O plano de investimentos em energia renovável prevê que a AES Brasil coloque todos os ativos operacionais na subsidiária AES Tietê Energia para poder contrair mais empréstimos para o desenvolvimento de projetos. Os novos desenvolvimentos serão mantidos por entidades separadas. A AES Brasil atualmente se concentra na construção de parques eólicos e solares para atender empresas individuais, mas também está considerando a aquisição de projetos de energia renovável com uma capacidade instalada entre 100 MW e 300 MW.

Leia também

No mês passado, a AES Brasil assinou um memorando de entendimento (MoU) para fornecer 80 megawatts médios (MWa) de energia eólica para a produtora local de ferroligas Ferbasa SA e recebeu o sinal verde do regulador de concorrência do Brasil CADE para 158,5- Aquisição do portfólio eólico MW.

Atualmente, o braço local da concessionária americana AES Corp tem 3,7 GW de usinas de energia renovável em seu portfólio e uma carteira de projetos adicional que a ajudará a atingir pouco mais de 5 GW no total, diz o relatório.

Investimentos em breve

A AES Tietê tem um plano de investimentos de cerca de 1,4 bilhão de reais entre 2020 e 2024, mas o valor inclui apenas projetos de energia renovável já anunciados. A AES Brasil opera em sua estrutura atual com alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e geração de caixa (Ebitda), entre 2,5 vezes e 3 vezes.

Na nova estrutura, a depender da velocidade de implementação de projetos, a empresa poderia buscar atuar com índice mais próximo de 4,5 vezes, disse Clarissa.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes