Acordos de venda da Petrobras com a Karoon e Trident somam US $ 1,5 bilhão

Petrobras Karoon Trident Energy Bilhões

A gigante brasileira de petróleo e gás Petrobras assinou contratos com a Trident Energy e a Karoon Gas para a venda de ativos upstream em águas rasas nas Bacias de Campos e Santos, no valor total de US $ 1,5 bilhão.

Conforme relatado anteriormente no início de julho, a Karoon fez a melhor oferta no processo para adquirir 100% de participação operacional na concessão BM-S-40 da Santos Basin no Brasil, que contém o projeto de produção de óleo leve de Bauna.

Além disso, foi informado no início desta semana que a Trident havia feito a melhor oferta final para os clusters de Pampo e Enchova.

Em comunicado na quarta-feira, 24 de julho, a Petrobras informou que assinou os contratos com a Trident para a venda de 100% de sua participação nos clusters Pampo e Enchova, localizados em águas rasas na Bacia de Campos, e outro com a Karoon para a venda. de 100% de sua participação no campo de Baúna (área premiada BM-S-40), localizada em águas rasas na Bacia de Santos.

Clusters de Pampo e Enchova

O valor da transação é de US $ 851 milhões, a ser pago em duas parcelas: US $ 53,2 milhões após a assinatura do contrato; e US $ 797,8 milhões, antes dos ajustes, na data de encerramento.

O contrato também prevê o pagamento adicional de quantias contingentes de até US $ 200 milhões, dependendo dos preços futuros do petróleo.

Os chamados Eixos Pampo e Enchova estão localizados na Bacia de Campos, na costa do Rio de Janeiro, e incluem os campos Enchova, Enchova Oeste, Marimbá, Piraúna, Bicudo, Bonito, Pampo, Trilha, Linguado e Badejo. A produção total atual de petróleo e gás desses campos é de aproximadamente 25,5 mil barris por dia, através das plataformas PPM-1, PCE-1, P-8 e P-65.

Com esta transação, a Trident será a operadora dessas concessões com 100% de participação.

Campo Bauna

O valor da transação é de US $ 665 milhões, a ser pago em duas parcelas: US $ 49,9 milhões mediante assinatura do contrato; e US $ 615,1 milhões, antes dos ajustes, na data de fechamento.

O campo de Baúna, localizado na Bacia de Santos, no litoral do estado de São Paulo, iniciou suas operações em fevereiro de 2013 e tem uma produção atual de cerca de 20.000 barris de petróleo por dia por meio do FPSO Cidade de Itajaí. Com esta transação, a Karoon se tornará a operadora com 100% de participação.

O diretor-gerente da Karoon, Robert Hosking, disse: “A empresa tem trabalhado arduamente nos últimos três anos para adquirir um ativo de produção de alta qualidade com retornos econômicos robustos. Através da aquisição do ativo de Baúna, a Karoon cumpriu sua mais alta prioridade estratégica. ”

“A Baúna fornecerá aos acionistas da Karoon produção de óleo material (atualmente aproximadamente 20 Mbopd antes dos workovers de desenvolvimento) e uma plataforma para crescimento futuro. A transação será transformadora para os acionistas da Karoon, proporcionando exposição significativa a reservas, recursos e produção de petróleo de alta margem. ”

“A aquisição da Baúna abre uma nova fase para a Karoon como uma significativa produtora de petróleo listada na ASX. Espera-se que ele gere sinergias operacionais e logísticas significativas com os outros ativos de exploração e desenvolvimento da Bacia de Santos, pertencentes à 100%, da Karoon. ”

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, com experiência no setor O&G em empresas nacionais e internacionais.