A líder nacional na geração de energia Eneva vence disputa e arremata 7 blocos onshore da Petrobras, no Amazonas

Flavia Marinho
por
-
02-02-2021 10:33:43
em Petróleo, Óleo e Gás
Amazonas - urucu - Petrobras - Eneva

A gigante de energia no Brasil, a Eneva, vence a 3R Petroleum na disputa pelos campos onshore da Petrobras no Amazonas, denominado Polo Urucu

A Petrobras informou em fato relevante (01/01) que recebeu propostas vinculantes e iniciou a fase de negociação com a líder de energia no brasil, a Eneva, para venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete campos de petróleo terrestres, denominado Polo Urucu, localizado na Bacia de Solimões, no estado do Amazonas. Procurando emprego? Usina de etanol abre recrutamento e seleção em muitas funções de ensino fundamental, médio, técnico e superior

Leia também

Segundo o informe da Petrobras, a “assinatura dos contratos de venda está sujeita ao êxito das negociações, que envolvem aspectos comerciais e contratuais da transação a serem aprovados pelas instâncias decisórias de ambas as partes”.

Valores ofertados pela Eneva e 3R Petroleum pela disputa dos campos onshore

Em dezembro do ano passado, a Petrobras afirmou que os valores ofertados pelos campos de petróleo onshore no Amazonas estavam próximos de US $ 1 bilhão e US $ 600 milhões. “A Petrobras informa também que, ao analisar as ofertas da 3R Petroleum e Eneva, leva em consideração na análise das ofertas todos os componentes de valor e demais condições refletidas nas propostas, incluindo pagamentos firmes, pagamentos contingentes e outras condições contratuais relevantes, de forma que os valores divulgados na mídia não fornecem base suficiente para comparar as ofertas recebidas”, disse a estatal.

Sobre o Polo do Urucu da Petrobras no Amazonas

O gasoduto Urucu-Coari-Manaus da Petrobras iniciou as operações em 2009 e tem capacidade de transportar 5,5 milhões de metros cúbicos/dia.  O gasoduto liga as unidades de produção localizadas no Pólo Arara, em Urucu, até a cidade de Manaus, no estado do Amazonas.

A extensão deste caminho é de 663,2 km (trecho Urucu – Manaus), além de um total de 139,3 km em nove ramais para Coari.

O gás natural transportado neste gasoduto no Amazonas chega às usinas Manauara, Tambaqui, Jaraqui, Aparecida, Mauá, Cristiano Rocha e Ponta Negra – Urucu-Coari-Manaus. Nelas ele gera 760 MW de energia elétrica.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.